Secretaria de Direitos Humanos celebra conquistas no Mês do Orgulho LGBT+

A IV Conferência Estadual LGBT+ foi realizada em novembro de 2019

Junho é marcado como o Mês do Orgulho LGBT+, com data oficial de celebração internacional no último domingo (28). É um mês dedicado a se celebrar as conquistas que essa população já obteve, mas sem se esquecer das muitas batalhas sociais que ainda precisam ser enfrentadas. A Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) se orgulha de todas essas vitórias e de ter contribuído para muitas enquanto poder público no Estado do Espírito Santo.

A SEDH possui a Gerência de Diversidade Sexual e Gênero, que coordena a execução de políticas públicas voltadas à promoção e defesa da cidadania da população LGBT, a partir da inclusão, do combate às desigualdades, violências e discriminações relacionadas às diversidades sexuais e de gênero. Além disso, possui o Conselho para a Promoção da Cidadania e dos Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, também chamado de Conselho Estadual LGBT.

O Conselho tem por objetivo tratar, de forma participativa, dos assuntos inerentes à promoção, proteção e defesa da população LGBT, com os recortes de diversidade sexual e gênero, hábeis a atenderem aos anseios e às demandas deste segmento da sociedade. O  Conselho Estadual LGBT possui quatro Câmaras Técnicas: de Monitoramento, Prevenção e Combate à Violência contra a População LGBT; de Planejamento, Orçamento e Monitoramento das Políticas Públicas para a População LGBT; de Comunicação e Formação; e de Saúde.

“A SEDH, via Gerência de Diversidade Sexual e Gênero, tem realizado diversos trabalhos no sentido de garantir os direitos da população LGBT+. Temos muito trabalho pela frente, mas já avançamos em questões importantes, como foi a criação da Gerência e a regulamentação das diretrizes de atendimento à população LGBT+ no Iases, por exemplo”, descreveu a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo.

Por causa da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), os diversos eventos que estavam sendo programados para junho precisaram ser adiados ou foram adaptados ao formato virtual. Durante este mês, servidoras e servidores da SEDH ligados à Gerência e ao Conselho LGBT, além da secretária Nara Borgo, participaram de uma programação on-line para celebrar a data.

Conquistas

Desde que foi criada, em 2019, a Gerência de Diversidade Sexual e Gênero, juntamente com o Conselho LGBT, conseguiu contribuir para que diversas ações voltadas a essa população ocorressem no Estado do Espírito Santo.

Em novembro do ano passado, ocorreu a IV Conferência Estadual LGBT+, com debates que se estruturaram em três eixos: Direitos Sociais e o acesso à cidadania; Políticas Públicas de Prevenção e Combate à Violência LGBTfóbica; e Política Nacional. O evento teve espaço no Estado do Espírito Santo, mesmo com o cancelamento da Conferência Nacional. Participaram cerca de 200 pessoas, incluindo representantes de quase 40 municípios capixaba.

A Conferência também foi um grande espaço de participação popular dentro da política voltada para a diversidade e gênero, sobretudo por ter discutido as propostas para a criação do Plano Estadual de Enfrentamento da LGBTfobia.

Hoje o Conselho possui um Grupo de Trabalho (GT) aberto para a construção do documento.  “O GT foi criado pelo Conselho em janeiro e tem funcionado por meio de reuniões periódicas que continuam ocorrendo, mas de forma on-line e ao menos uma vez por mês neste período de pandemia. Ele tem o objetivo de criar a metodologia de efetivação do plano, que contempla as deliberações das quatro conferências estaduais LGBT+ do Estado. A forma de dialogar com as políticas públicas para então poder efetivar o plano estão sendo adaptadas para o atual contexto”, explicou a presidenta do Conselho Estadual LGBT, Marina Bernabé.

Existe um projeto da SEDH que se chama DiversidadES, que é exclusivo para a formação em Diversidade Sexual e Gênero para servidores, servidoras, profissionais e público em geral. Em 2019, mais de 1000 pessoas tiveram formação por meio do projeto, incluindo estudantes dos ensinos Fundamental, Médio, Técnico e Superior; servidores estaduais e municipais, além de empresas. As formações continuam ocorrendo de forma on-line.

Em março deste ano, a SEDH também conseguiu a aprovação de um curso para servidores estaduais pela Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), uma capacitação focada no tema “Diversidade Sexual e Gênero”. Entretanto, por causa da pandemia da Covid-19, a realização do curso foi temporariamente suspensa.

A SEDH possui também o projeto “TRANSitando pela Cultura Capixaba – Descobrindo a História do Espírito Santo”, iniciado em 2019, e que tem o objetivo de promover atividades turísticas de forma inclusiva e pedagógica. O projeto realiza visitas guiadas a patrimônios culturais históricos e pontos turísticos do Espírito Santo, a fim de apresentar à comunidade LGBT+ um pouco da história e identidade local.

No que tange à regulamentação de diretrizes de atendimento à população LGBT+ em privação de liberdade, um documento elaborado juntamente com a SEDH foi regulamento pelo Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) em maio deste ano. Dentre as determinações está a regulação da forma como o(a) adolescente LGBT+ deve ser chamado, respeitando sua orientação sexual e de gênero; e os procedimentos de segurança e de revista pessoal, que também deverão orientar-se pela identidade de gênero autodeclarada pelo(a) adolescente. Este nome também deverá ser utilizado em quaisquer documentos de registro de informações, como formulários de atendimento, avaliações e relatórios.

Na Secretaria de Justiça (Sejus), a SEDH também participa de um Grupo de Trabalho para discutir assuntos referentes à população LGBT em privação de liberdade.

Neste contexto da pandemia da Covid-19, o programa ES Solidário, que faz o repasse de doações de cestas básicas e outros donativos às pessoas em situação de mais vulnerabilidade social e econômica consequentes deste atual momento, fez importantes doações voltadas para a população LGBT. O programa é coordenado pela SEDH.

“O mês de junho marca uma data histórica para a população LGBT em todo o mundo, tendo em vista que ela simboliza a resistência e luta, para além do orgulho pelas nossas conquistas. É um mês para se demonstrar que a população LGBT segue unida em prol da obtenção de direitos, que sempre foram conquistados com muita luta e espaço de luta. É o que precisamos garantir nesse momento. A Gerência é esse espaço, que historicamente ainda precisa ser construído, com muito trabalho, muita entrega e muita briga política para que a gente avance enquanto população LGBT capixaba”, finalizou o gerente de Diversidade Sexual e Gênero, Renan Cadais.

Leia mais

Instituto emite alerta laranja de chuva e ventos fortes para todo o ES até segunda-feira

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta...

Semana Brasil vai unir comércio e varejo na retomada da economia do País

Semana Brasil acontece de 03 a 13 de setembro. Foto: Banco de Imagens Com início em 3 de setembro, evento coordenado pelo Instituto para Desenvolvimento...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Sul do país tem tempo seco e temperaturas mais altas, neste domingo (19)

O tempo seco predomina na região Sul do país, neste domingo (19), com temperaturas mais altas no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina...

Leia também

Bolsonaro convida Meneguelli para almoço em Brasília

O Prefeito Sérgio Meneguelli irá almoçar com o Presidente da República Jair Bolsonaro na quarta-feira (2) da próxima semana, ao meio dia. A primeira...

Governo do Espírito Santo autoriza volta de aulas presenciais em cidades com risco moderado para Covid-19

O Governo do Espírito Santo autorizou a retomada das aulas presenciais nas cidades que possuem risco moderado para a Covid-19. Com isso, em Vitória,...

Feira Sabores da Terra começa nesta quinta na Praça do Papa, em Vitória

Evento será realizado até o próximo domingo (29). Segundo o governo estadual, todos os protocolos de prevenção contra o coronavírus serão seguidos. Feira Sabores da...

Prorrogação da desoneração da folha de pagamento pode beneficiar indústrias paulistas

Estado com maior PIB do Brasil, de R$ 1,9 trilhão, São Paulo corresponde ao equivalente a 29,8% da indústria nacional. O setor emprega 2.922.404...