Secont vai gerenciar conteúdo sobre combate à corrupção em repositório nacional de controle interno

A Secretaria de Controle e Transparência (Secont) vai gerenciar os conteúdos referentes ao tema “Responsabilização Administrativa e Lei Anticorrupção” no Banco do Conhecimento do Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci). O repositório digital reunirá trabalhos produzidos pelas controladorias da União, dos Estados e dos municípios.

Na função de gestora de conteúdo, a Secont será responsável tanto pela alimentação do repositório quanto pela avaliação e aprovação dos trabalhos que serão disponibilizados com foco no tema, fazendo parte do grupo de seis instituições de controle interno de todo o País selecionadas pelo Conaci para esta tarefa.

Para o subsecretário de Estado de Integridade Governamental e Empresarial, Marcelo Altoé, a escolha da Secont é um reconhecimento à expertise do Espírito Santo na aplicação da Lei Anticorrupção (Lei 12.846/2013). O Estado, que foi o primeiro a aplicar multa a uma empresa com base na legislação, é reconhecido nacionalmente pela efetividade do trabalho de combate à corrupção em compras públicas, que já resultou na condenação de 48 empresas e na aplicação de mais de R$ 11 milhões em multas.

O objetivo do Banco do Conhecimento é a divulgação e disseminação de boas práticas de controle interno por todo o País. A criação do repositório favorece a troca de experiências entre os órgãos de controle, e o conteúdo poderá ser consultado por qualquer interessado.

A proposta é que a ferramenta se torne gradativamente um grande repositório dos principais documentos produzidos no País sobre auditoria, correição, responsabilização administrativa, ouvidoria, transparência, controle social, gestão de riscos, governança e integridade. 

Os seis gestores de conteúdo escolhidos pelo Conaci e seus respectivos temas são: Auditoria e Controlem(Controladoria Geral do Estado do Mato Grosso); Correição (Secretaria da Controladoria Geral do Estado de Pernambuco); Governança, Integridade e Gestão de Riscos (Controladoria Geral do Estado de Minas Gerais); Ouvidoria (Ouvidoria Geral do Estado de São Paulo); Responsabilização Administrativa e Lei Anticorrupção (Secont); e Transparência e Controle Social (Controladoria Geral do Estado de Goiás). 

Sobre a plataforma

O envolvimento da Secont com o Banco do Conhecimento começou no ano passado, quando a equipe de Tecnologia da Informação da Secretaria participou do desenvolvimento da ferramenta, em conjunto com o Conaci. O piloto foi apresentado durante a 34ª Reunião Técnica do Conaci, que aconteceu em março, em Vitória.

O repositório utiliza a ferramenta DSpace, pacote de software de código aberto que permite a captura de conteúdo em qualquer formato (vídeo, texto e áudio de dados) e a busca dos conteúdos por meio de pesquisas temáticas. A plataforma é totalmente gratuita e utilizada por mais de três mil instituições em todo o mundo. No Brasil 110 organizações já aderiram à solução, incluindo a Controladoria Geral da União (CGU).

O Banco do Conhecimento já está no ar e será atualizado gradativamente à medida que os órgãos de controle submetam seus respectivos materiais para publicação na plataforma.

CLIQUE AQUI para conhecer a ferramenta.

Leia mais

Leia também