Sebrae aposta em ideias empreendedoras para os candidatos para retomada da economia pelo Brasil

A economia, por todo o mundo, foi abalada de forma drástica por conta das consequências da pandemia pela Covid-19. A geração de emprego e renda por todo o Brasil foi afetada de maneira a causar prejuízos que podem demorar anos para se restabelecer. Apesar disso, algumas medidas e ações têm a capacidade de melhorar o cenário em diversos municípios brasileiros, principalmente nesse momento em que estamos nos aproximando das eleições que vão colocar novos gestores em cargos importantes nas prefeituras e Câmaras de Vereadores.

De acordo com o presidente da Confederação Nacional do Municípios, Glademir Aroldi, esse momento a economia precisa receber muita atenção, tanto por parte dos atuais gestores quanto daqueles que vão ocupar uma cadeira política após as eleições de 2020.

“As políticas públicas, com essa situação de calamidade que estamos vivendo no Brasil, é um desafio também para todos os gestores. Até porque exige fortes investimentos na saúde, há uma demanda muito grande na assistência social e ainda é preciso observar o fechamento do exercício, fechamento deste mandato”, explicou.

De olho na importância dessa decisão, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), trouxe a pauta do empreendedorismo e dos pequenos negócios para as eleições municipais deste ano, na forma do guia  “Seja um candidato empreendedor – 10 dicas do Sebrae” – uma cartilha que reúne um conjunto propostas e alternativas para os futuros governantes e representantes do legislativo municipal, como uma estratégia que pode ser aliada na hora de ampliar a quantidade de empregos e gerar mais renda ao município.

Isso porque são várias as habilidades requeridas ao cargo de gestor público, sendo que uma delas tem destaque pelos benefícios gerados ao território: a habilidade de gerar conexões com os pequenos negócios, principalmente se levarmos em conta o número de pequenos empreendedores e comerciantes regionais.


 
Nesse ponto, o Guia do Candidato Empreendedor oferece dicas sobre como fortalecer a identidade do município, desburocratizar e qualificar pequenos empresários, como consequência promover a geração de empregos. De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae, José Roberto Tadros, a economia brasileira sofreu um abalo que tornou escassa a oferta de emprego e, pior, aumentou o número de pessoas desempregadas. Desta forma, é necessário que os próximos governantes possam estar preparados para elaborar medias e ações que combatam esse problema que afeta todo o país.

“A base de toda atividade política provém dos municípios. As pessoas não habitam na União ou nos estados, elas habitam nos municípios. Precisamos que todos passem a ter uma consciência política de que temos que ter, no futuro, projetos voltados ao desenvolvimento das cidades, estimulando a microempresa, valorizando a produção regional, os microempreendedores regionais, para que esse efeito multiplicador gere empregos na base de atividades do dia a dia”, disse José Roberto.

CNI e especialistas voltam a defender reforma tributária ampla e geral e criticam “nova CPMF”

Empresas terão R$ 5 bilhões do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito

Dados do Sebrae, revelam que hoje o Brasil possui mais de sete milhões de micro e pequenas empresas e mais de 10,6 milhões de microempreendedores individuais (MEI). Depois da Lei Geral da MPE (LC 123/2006), foram gerados mais de 13 milhões de empregos por meio dessa modalidade. Isso só demonstra a importância do fortalecimento desse setor e do programa Cidade Empreendedora, em que o Sebrae que apoia a transformação econômica dos municípios por meio da implantação de um conjunto de ações estratégicas.

É uma maneira de reforçar aos gestores públicos a necessidade de aprimorar o ambiente de negócios de seus municípios. O programa se organiza em 10 eixos de atuação, que se desdobram em produtos e soluções que podem ser modulados de acordo com as necessidades e ofertas de cada região.

Foto: PantherMedia/Antonio Guillen Fernández

Leia mais

Missão Xavante atenderá cerca de nove mil indígenas em Mato Grosso

Integrantes da missão irão prestar assistência aos indígenas até o próximo domingo (2) Foto: Ministério da Defesa A primeira fase da Missão Xavante, que leva...

INSS prorroga atendimento remoto até 21 de agosto

Agências da Previdência Social só retornarão o atendimento presencial em 24 de agosto. Foto: Agência Brasil Os atendimentos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)...

Kits de alimentação escolar continuam chegando na rede pública de ensino de todo país

As aulas presenciais nas escolas brasileiras ainda estão suspensas. Mesmo assim, os estudantes da rede pública de todo o Brasil continuam sendo beneficiados pelo...

Leia também

MG: Crea apresenta propostas de engenharia, agronomia e geociências para candidatos nas eleições municipais

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) de Minas Gerais apresentou uma carta de propostas de geociências, agronomia e engenharia aos candidatos ao...

BA: UPB afirma que competência de fiscalizar servidor que recebe auxílio é da União

A Coordenação Jurídica da União dos Municípios da Bahia (UPB) decidiu que os municípios não possuem competência, nem aparato técnico para o controle do...

Governo estuda transformar fundos de desenvolvimento regional em fundos de natureza privada

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) estuda transformar Fundos de Desenvolvimento Regional do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste em fundos de natureza privada....

RN: Secretaria do estado orienta unidades de saúde a investigarem possíveis casos de reinfecção por Covid-19

A Secretaria de estado de Saúde Pública do Rio Grande do Norte solicitou, por meio de nota técnica, que as unidades de saúde acompanhem...