Seama apresenta compromissos do Governo do Estado firmados na COP 26 na 104º Reunião da Abema

Compartilhe

Na última reunião ordinária de 2021 da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema), que teve início nessa quarta-feira (1º) e prossegue até o domingo (05), no Palácio dos Leões, na sede do Governo do Maranhão, os secretários e diretores presidentes dos órgãos estaduais de meio ambiente brasileiros debateram as políticas ambientais para o enfrentamento aos efeitos das mudanças climáticas, discutidos na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP26), em Glasgow, na Escócia. 

Na abertura do evento, o governador maranhense, Flavio Dino, que foi o anfitrião, recepcionou os associados e reforçou o desafio para o século 21 de garantir soluções para os efeitos das mudanças climáticas, refletindo sobre o compromisso dos governadores brasileiros na COP 26, realizada no mês de novembro.

O secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fabrício Machado, que também esteve na Escócia com o governador do Estado, Renato Casagrande, ponderou que as discussões explanadas na reunião da Abema seguem cumprindo o que foi aclamado na conferência da ONU, que é garantir o compromisso de diminuir o desmatamento e o aquecimento do planeta, promovendo ações sustentáveis e de economia verde de baixo carbono.

“Na Escócia, o governador Renato Casagrande apresentou o Consórcio Brasil Verde aos gestores ambientais, investidores internacionais, ambientalistas e chefes de Estado, em vários encontros e painéis temáticos na COP 26. Foi um divisor de águas para mostrar o esforço dos estados subnacionais de encontrar novos caminhos para a neutralidade de carbono, destacando também o fato de o Brasil ser um destino mundial para investimentos no novo e promissor mercado do carbono, além das políticas de sustentabilidade e inovação ambiental e florestal”, explicou Fabrício Machado. 

O secretário acrescentou ainda que a conferencia na Escócia foi uma oportunidade de os investidores internacionais conhecerem os programas e projetos capixabas de restauração florestal de larga escala, como o Reflorestar, e outras iniciativas em políticas de recursos hídricos, como o Probacias, de gestão ambiental municipal, e o Proesam, além dos investimentos em saneamento do Programa Águas e Paisagem, entre outros.

A presidente da Abema, Mauren Lazzaretti, que também é secretaria estadual de Meio Ambiente do Mato Grosso, acrescentou que os estados brasileiros são hoje responsáveis por 90% da agenda ambiental do País. Ela reforçou o papel da Abema na promoção destas ações sistemáticas e das cooperativas de construção de políticas públicas ambientais. “Os estados brasileiros foram muito bem representados na COP 26, com programas e projetos sólidos e com compromisso com o futuro do País”, analisou.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Seama
Paulo Sena
(27) 99956-0609
meioambiente.es@gmail.com

 

Leia também

Mega-Sena acumula e próximo prêmio deve pagar R$ 45 milhões

Ninguém acertou os números do concurso 2.481 da Mega-Sena, realizado neste sábado (11) no Espaço Loterias da Caixa em São Paulo....

PTB de Nova Venécia lança pré-candidaturas de Edgar Fonseca e Neia Boroto

  O PTB, de Nova Venécia, lançou as pré -candidaturas do advogado Edgar Fonseca a deputado estadual e da...

Homem de 70 anos é preso suspeito de estupro de criança de 9 anos no Espírito Santo

  Um homem de 70 anos foi preso suspeito de estuprar uma menina de 9 anos nesta terça-feira (17),...

Operação Asas Livres resgata pássaros em cativeiro em Barra de São Francisco

  Local: Barra de São Francisco/ES. Equipe: 3° Sgt PM Gonçalves e Sd PM Justino Viatura de Prefixo: PA 077 Apreensões realizadas...