Sargento que deu tapa no rosto de frentista no Espírito Santo é ‘repreendido’ pela corregedoria da PM

 

O sargento Clemilson Silva de Freitas, flagrado em vídeo dando um tapa no rosto de um frentista em Vila Velha, Grande Vitória, no ano passado, foi considerado culpado e recebeu uma repreensão da corregedoria da Polícia Militar. A informação é de Ana Clara Morais, do G1 ES.

O processo administrativo disciplinar que investigou a conduta do militar foi concluído na semana passada. Freitas foi considerado culpado das acusações e condenado a suspensão.

Na mesma decisão, no entanto, a sanção foi reclassificada para uma repreensão. Segundo a Polícia Militar, para chegar à sanção, foi considerada a ficha funcional do sargento, que não havia cometido transgressões disciplinares anteriormente.

Clemilson Silva de Freitas agrediu o frentista Joelcio Rodrigues dos Santos em um posto de combustíveis localizado na Rodovia do Sol, em janeiro de 2020. A agressão foi registrada por uma câmera de monitoramento.

Essa é a segunda condenação do militar no caso. No dia 6 deste mês, o sargento foi condenado a um ano e cinco meses de prisão pela Justiça, pena que inicialmente será cumprida em regime semiaberto.

Após a agressão, o PM pediu quatro afastamentos por motivos de saúde.

Sargento Clemilson Silva de Freitas agrediu o frentista Joelcio Rodrigues em um posto de gasolina em Guarapari, em janeiro deste ano.

Sargento Clemilson Silva de Freitas agrediu o frentista Joelcio Rodrigues em um posto de gasolina em Guarapari, em janeiro deste ano.