Saeb é ampliado e poderá ser usado para acesso a ensino superior

Saeb é ampliado e poderá ser usado para acesso a ensino superior

Avaliação passa a ser anual e aplicada para todos os anos e séries a partir do 2º ano do ensino fundamental.
– Foto:
Reprodução

A prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) passou por mudanças. A avaliação que era feita a cada dois anos passará a ser anual e aplicada para todos os anos e séries a partir do 2º ano do ensino fundamental.

Pelo modelo anterior, apenas estudantes de 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio participavam da avaliação. Além disso, todos os alunos, das redes públicas e privadas, serão avaliados. As mudanças estão na Portaria nº 458 do Ministério da Educação publicada no Diário Oficial da União dessa quarta-feira (6).

O Saeb é um raio X do ensino no país.  Com a ampliação das provas, a ideia é ter informações mais precisas e por escola, e com isso fazer intervenções pedagógicas em um menor espaço de tempo, como explicou o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes. O Inep é o responsável pela avaliação.

“Para que a família possa ter informações para poder participar mais ativamente da vida da escola. Para o professor fazer autoavaliação e também os gestores escolares, os diretores, junto com seu corpo de professores, poder planejar melhor anualmente as estratégias”, disse Lopes.

Segundo o presidente do Inep, o foco é gerar informações para a ponta, que são as famílias, professores e diretores para melhorar a qualidade do ensino no país. “Com essas informações, o professor vai saber qual a proficiência dos alunos que está recebendo e qual o nível dos alunos que ele vai entregar”, afirmou. “Da mesma forma, os diretores junto com professores poderão estabelecer estratégias a partir das informações que virão todos os anos para melhorar a qualidade do ensino”, completou.

Ensino superior

Outra novidade é que a prova do novo Saeb poderá ser usada como mais uma possibilidade de acesso ao ensino superior. O novo modelo traz o chamado Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seriado. Nele, as provas dos alunos do ensino médio formarão uma nota a partir da pontuação adquirida em cada uma das três séries. Essa nota poderá ser utilizada para acesso ao ensino superior. 

A implementação do novo Saeb será gradual e terá início no segundo semestre de 2021. Os estudantes do ensino médio que fizerem a prova do 1º  ano no ano que vem já estarão concorrendo a vagas nas universidades quando concluírem o ciclo, em 2023.

O Enem tradicional continuará existindo, aplicado normalmente nas versões impressa e digital. O Enem seriado utilizando a prova do Saeb será mais uma alternativa para ingressar no ensino superior.   

Aplicação

O presidente do Inep explicou que em 2020 não haverá aplicação do Saeb. Ano que vem será acrescentado o 1º ano do ensino médio, junto com a aplicação do 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e 3º ano do ensino médio. “A partir de 2022, teremos o 1º e o 2º ano do ensino médio, e assim sucessivamente. E vamos implementando nos anos fundamentais”.

As provas do Saeb serão em papel até o 4º ano do ensino fundamental e eletrônicas do 5º em diante.


Leia mais

Leia também