Rússia reagirá a tentativas de romper "paridade estratégica", diz Putin • SiteBarra

Rússia reagirá a tentativas de romper “paridade estratégica”, diz Putin


MOSCOU (Reuters) – A Rússia reagirá a tentativas de outros países de romper a “paridade estratégica”, disse o presidente Vladimir Putin nesta segunda-feira (1º/11), referindo-se ao sistema global de defesa de mísseis sendo mobilizado pelos Estados Unidos e seus aliados.

A Rússia teme que uma defesa de mísseis eficiente permita a seus adversários ocidentais abandonar a doutrina de defesa mútua assegurada, que há décadas impede que potências nucleares se ataquem.

“Sabemos muito bem que algumas de nossas contrapartes estrangeiras não pararão de tentar romper esta paridade, inclusive mobilizando elementos de defesa global de mísseis em grande proximidade de nossas fronteiras”, disse Putin em uma reunião com a liderança militar e autoridades de defesa.

“Não podemos ignorar estas ameaças à segurança da Rússia, e reagiremos a elas adequadamente”.

Putin também disse que a participação do navio de comando Mount Whitney, da Marinha dos Estados Unidos, em exercícios da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Mar Negro é parte de uma tendência de atividade militar ocidental mais acentuada perto das fronteiras russas.

“Conseguimos ter um vislumbre disso através de binóculos, ou pelas miras de sistemas de defesa equivalentes”, disse Putin.

Presidente russo, Vladimir Putin
01/11/2021
Sputnik/Evgeniy Paulin/Kremlin via Reuters

Presidente russo, Vladimir Putin
01/11/2021
Sputnik/Evgeniy Paulin/Kremlin via Reuters (Foto: SPUTNIK)