Rússia desmente artigo da Bloomberg sobre ciberataque a Comitê Republicano dos EUA


Sputnik – A embaixada da Rússia nos EUA rotulou de “fabricação” a notícia da agência Bloomberg de que alegados “hackers do governo russo” tinham invadido o sistema informático do Comitê Nacional Republicano (RNC, na sigla em inglês).

“Rejeitamos vigorosamente […]. Enfatizamos que o próprio partido negou o fato de ataque cibernético. Não há qualquer evidência de que tenha ocorrido um ataque”, afirmou a entidade diplomática russa.

A embaixada pediu também aos jornalistas para “se lembrarem da ética profissional e pararem de fazer acusações injustas”.

Os diplomatas russos ressaltaram que os líderes da Rússia e dos EUA, Vladimir Putin e Joe Biden, concordaram durante a cúpula em Genebra retomar o diálogo na área da segurança cibernética.

“Estamos confiantes en que a discussão profissional de todas as questões relacionadas com a ciberesfera permitirá que os especialistas trabalhem em conjunto para melhorar a segurança da infraestrutura de informação dos nossos países. Alegações baseadas em relatos de fontes anônimas só dificultam esse trabalho”, acrescentou a embaixada.

Anteriormente, a Bloomberg informou, citando suas fontes, que hackers supostamente ligados à Rússia teriam hackeado na semana passada os computadores do Comitê Nacional Republicano.

Segundo os interlocutores da agência, os cibercriminosos teriam feito isso através do prestador de serviços informáticos do Comitê, a Synnex Corp.

O próprio Comitê negou as denúncias. Segundo o representante do partido, os hackers não conseguiram obter quaisquer dados.

O chefe de gabinete do RNC, Richard Walters, disse que, ao receber um sinal de invasão do provedor Synnex, o acesso de todas as suas contas ao serviço de nuvem dos republicanos foi imediatamente bloqueado.


Leia mais

Leia também