Ribeirinhos que vivem no arquipélago vão receber cestas básicas

Ribeirinhos que vivem no arquipélago vão receber cestas básicas

Governo Federal vem realizando a distribuição de cestas básicas a ribeirinhos do Marajó
– Foto:
Gov. Pará

A paralisação do comércio, de bares e restaurantes e do transporte de passageiros, por conta da pandemia do novo coronavírus, afetou comunidades ribeirinhas que vivem dessas atividades. E para dar suporte a essas pessoas em situação de vulnerabilidade social, o Governo Federal vem realizando uma série de ações, como a distribuição de cestas básicas.

Os ribeirinhos que vivem no arquipélago do Marajó vão receber 16 mil cestas básicas entre 15 e 20 de junho. A chamada Operação Pão da Vida é uma iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), dentro do Programa “Abrace o Marajó”.

Na primeira fase, serão atendidos os municípios de Afuá e Chaves, ambos no Pará. Nesta etapa, as cestas foram doadas pela Associação Paulista de Supermercados (Apas) e pelo Grupo Carrefour, por meio de uma iniciativa organizada por voluntárias de São Paulo

São parceiros da operação o Ministério da Defesa e o Pátria Voluntária, Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado, vinculado ao Ministério da Cidadania.

O assessor especial do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Henrique Ferreira, disse que a expectativa é atender mais de mais mil famílias nesta primeira etapa. “A população dos dois municípios, juntas, está em torno de quase 60 mil habitantes. Desses 60 mil, a gente vai atender entre 40 e 45 mil habitantes. Então, vamos atender quase 70% do total da população dos dois municípios”, explicou.

A carga já foi embarcada por militares da Marinha e do Exército no Navio Auxiliar Pará e segue para o destino. Segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, as comunidades dos outros municípios do Arquipélago do Marajó serão atendidas até o final de agosto. “São 16 mil cestas básicas nesta fase 1, mas a gente quer ir a todos os 16 municípios até o final de agosto. São cerca de 200 mil cestas básicas”, acrescentou Henrique Ferreira.

Abrace o Marajó

O programa Abrace o Marajó tem como objetivo ampliar o alcance e o acesso da população do arquipélago aos direitos humanos e melhorar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios que compõe a região.

O arquipélago, segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, abriga cerca de 500 mil pessoas e inclui o município com o pior IDH do Brasil: Melgaço. Outros sete dos 16 municípios do arquipélago estão na lista dos 50 piores IDH do país: Chaves, Bagre, Portel, Anajás, Afuá, Curralinho e Breves.

A primeira fase do programa aconteceu em 2019 quando foram realizados atendimentos médicos e jurídicos, palestras sobre violência doméstica, além de audiências públicas para acolhimento de reivindicações.

Leia mais

Rio Doce atinge o nível de inundação em Colatina

O nível de inundação do Rio Doce, em Colatina, foi atingido às 5 horas desta segunda-feira...

Lei assegura abertura de igrejas na pandemia

Já está em vigor a Lei 11.151/2020, que...

Polícia prende ladrão de celulares no centro de Barra de São Francisco

Intensas buscas realizadas pelos policiais militares do 11° Batalhão resultam na apreensão de cinco celulares e prisão de suspeitos. Na tarde desta segunda-feira (24), policiais militares de...

Justiça nega liminar e escolas vão ter de dar desconto de até 30% nas mensalidades

A Justiça recusou, na tarde desta sexta-feira (26),...

Leia também

Lançado programa Mineração e Desenvolvimento que vai estimular retomada do País

Palavras do Ministro de Estado de Minas e Energia, Almirante Bento Costa Lima Leite Albuquerque Junior. Foto: Carolina Antunes/PR O Governo Federal lançou, nesta segunda-feira...

Eleições 2020: A disputa nas terras do garimpo de minérios

A extração de minério pelo Brasil gera uma enorme quantia de recursos para a região de onde os diversos tipos de minerais são garimpados....

Ministério da Saúde libera recursos para 77 municípios

O Ministério da Saúde repassou R$ 21,3 milhões para 77 municípios reforçarem o enfrentamento à Covid-19 nas comunidades e favelas. Entre os objetivos do...

Conselhos de direitos dos idosos vão poder emitir declaração de funcionamento para instituições de longa permanência

Conselhos estaduais e municipais de direitos da pessoa idosa ou de assistência social vão poder emitir declaração de funcionamento das Instituições de Longa Permanência...