Reunião de alto nível da cúpula do clima termina nesta terça em Glasgow • SiteBarra

Reunião de alto nível da cúpula do clima termina nesta terça em Glasgow


Na sessão desta terça-feira, vários dirigentes de África e de países que sofrem os efeitos da crise ambiental deverão intervir, após uma sessão de abertura repleta de alertas de apocalipse e o reconhecimento dos palestrantes de que o mundo está diante de uma emergência climática.

O anfitrião da reunião, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, exibiu sua linguagem bombástica de sempre ao comparar a situação a um filme de James Bond em que o mítico espião inglês está diante de uma bomba e tem pouco tempo para decidir qual fio cortar antes de estourar.

A tragédia é que o problema ambiental não é um filme e o artefato explosivo é real, disse o governante conservador, que também alertou seus colegas que as gerações futuras não nos perdoarão se a COP26 falhar.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse, por sua vez, que não há mais tempo para discussões. 

Este é um desafio para o nosso esforço coletivo e a cada dia que perdemos, o custo dessa inação aumenta, observou Biden, que pediu uma resposta em Glasgow ao “apelo da história”.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, destacou que o vício em combustíveis fósseis está levando a humanidade ao limite e pediu que deixemos de usar a natureza como “banheiro”.

Quase no final da sessão de abertura, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Mori, anunciou que seu país, considerado um dos maiores emissores de gases de efeito estufa, tem como meta alcançar a neutralidade de carbono até 2050, 20 anos após a meta fixada em 2015 Acordo de Paris.

A COP26, que vai até 12 de novembro, é vista como uma das últimas oportunidades para adotar planos para limitar a temperatura global a 1,5 grau Celsius e reduzir as emissões poluentes a zero, destaca reportagem da Prensa Latina.