Remédios podem ficar até 10,08% mais caros a partir desta quinta-feira

O Governo Federal, através da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), autorizou um aumento de até 10,88% no preço dos medicamentos comercializados no país a partir desta quinta-feira (31).

Na resolução que autorizou o aumento, publicada nesta quarta-feira (31), a CMED aprovou três níveis de reajuste: 10,08%; 8,44%; e 6,79%, que variam conforme a competitividade das marcas disponibilizadas no mercado.

O aumento médio neste ano é de 8,43%, o dobro do observado em 2020, quando os preços dos remédios subiram 4,22%, em média.

O reajuste anual no setor de medicamentos acontece, geralmente, em abril. No ano passado, contudo, o governo suspendeu os aumentos por 60 dias em razão da pandemia da Covid-19.

Leia mais

Leia também