Região Serrana e Caparaó recebem R$ 20 milhões em obras de saneamento básico

Foto: Rodrigo Araujo/Governo-ES

O Governo do Estado, por meio da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), realizou obras de implantação, ampliação e reabilitação de sistemas de esgotamento sanitário nas sedes dos municípios de Conceição do Castelo e Divino de São Lourenço, localizados na região do Caparaó, e em Marechal Floriano, na região Serrana. Um investimento superior a R$ 20 milhões, com recursos obtidos por meio de financiamento junto ao Banco Mundial que vão beneficiar mais de 14 mil pessoas.

Na manhã desta sexta-feira (17), o governador Renato Casagrande comandou a solenidade virtual de inauguração das obras, transmitida ao vivo pelas redes sociais. Casagrande destacou que as obras vão permitir a quase universalização do saneamento nos municípios contemplados. “Em 2013, tivemos um grande desastre ambiental natural com chuvas extremas e começamos a discutir um programa de melhoria de infraestrutura de proteção ambiental. Foi quando criamos o programa Águas e Paisagem, que se consolidou desde então, e tenho a alegria de executar boa parte dele”, afirmou.

“Com a beleza natural que nós temos no Espírito Santo, não tem outro caminho se não a preservação ambiental. Vemos como a imagem do Brasil está arranhada pela falta de respeito com o meio ambiente. Precisamos preservar as florestas, as águas e o mais importante, investir em saneamento básico. É um trabalho que nos dá direção de sustentabilidade e de preservação dos recursos hídricos para que sejam utilizados pelas gerações que virão após a gente”, completou o governador Casagrande.

Foram construídas redes coletoras, elevatórias de esgoto e de Estações de Tratamento de Esgoto (ETE).  Em Conceição do Castelo, a Cesan trabalhou na montagem de 19.910 metros de redes coletoras, enquanto no município de Divino de São Lourenço foram feitos 8.096 metros e em Marechal Floriano, 7.269 metros. Já as elevatórias construídas somam três unidades em Conceição do Castelo, três em Divino de São Lourenço e duas unidades em Marechal Floriano.

Também foram construídas uma ETE em Conceição do Castelo, que trabalha com o tratamento de esgoto em 15 l/s, e também uma ETE em Divino do São Lourenço com capacidade de tratar 5 l/s. As obras incluíram também as ligações intradomiciliares e domiciliares de imóveis às redes. Em Marechal Floriano foram feitas 978 ligações. Já em Conceição do Castelo o projeto prevê a realização de 1.343 delas, enquanto em Divino de São Lourenço, 560. Nesses dois municípios da Região do Caparaó as ligações domiciliares já foram concluídas, enquanto as intradomiciliares estão em andamento e ocorrerão ao longo dos próximos dois meses.

“Essas obras fazem parte do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem e colocam o Espírito Santo um passo à frente nos indicadores nacionais de saneamento. Neste momento estamos fazendo as ligações intradomiciliares, que é a conexão da casa das pessoas às redes da Cesan. Uma inovação, já que no modelo aplicado até então era o morador o responsável por se ligar ao sistema de esgotamento. Para além do saneamento, estamos cumprindo uma função social que vai transformar a vida dos moradores, visitantes e dessas regiões que são importantes pontos turísticos capixabas”, afirmou o diretor presidente da Cesan, Carlos Aurélio Linhalis (Cael).

Cael destacou também a importância das obras para o meio ambiente: “Outro viés muito importante é o ambiental, com o correto tratamento dos efluentes os rios serão despoluídos, isso significa prevenir doenças, promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas e o desenvolvimento local, viabilizando atividades econômicas como a pesca, por exemplo.  Nossa expectativa é universalizar a coleta e o tratamento de esgotamento de Divino de São Lourenço e Conceição do Castelo, chegando a 95% de cobertura. Em Marechal Floriano, vamos trabalhar para chegar a 80% do serviço.”

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, lembrou que a garantia de mais qualidade de vida à população, com ações voltadas para a sustentabilidade hídrica, a preservação ambiental e o saneamento básico, sempre foi uma prioridade do Governo, desde a primeira administração do governador, quando o Estado negociou e deu início à preparação do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem, numa negociação com o Banco Mundial.

Duboc explica que o programa, com valor global de US$ 323,1 milhões, e gestão intensiva da Secretaria de Economia e Planejamento (SEP), na atual gestão ganhou velocidade na sua execução, depois de ter ficado praticamente parado entre 2015 e 2018. “Saímos de 10% de recursos contratados para 36%, e até o final deste ano devemos chegar a 70%”, disse o secretário.

O Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem tem como objetivo realizar ações integradas para o uso correto da água, do solo e de demais recursos voltados para o desenvolvimento sustentável, além de fazer o planejamento e gestão dos recursos hídricos e o investimento específico para o saneamento ambiental.

Leia mais

Governo abre oferta de exploração de mais de 700 blocos de petróleo e gás

Decreto presidencial estabeleceu a oferta de 708 blocos exploratórios e três áreas na área de petróleo e gás. Segundo o governo federal, há 57...

Idoso do interior é a quarta morte confirmada por Covid-19 em Ecoporanga

A prefeitura de Ecoporanga, através da Secretaria de...

Coelho é encontrado dentro de mochila com maconha e vai parar na delegacia no ES

Um coelho foi parar na delegacia em Colatina,...

Leia também

Equipe do SESI Goiás é premiada em torneio nacional de robótica focado no combate à Covid-19

Alunos da Escola SESI Planalto, em Goiânia, foram premiados no Torneio SESI de Robótica – Desafio Covid-19. O torneio nacional contou com quase dois...

Com sistema sanitizante para estabelecimentos comerciais, equipe do SESI Barra Bonita é premiada em torneio nacional de robótica

A pandemia de Covid-19 trouxe junto a ela a necessidade de higienização de mercadorias, já que o coronavírus pode sobreviver por vários dias na...

BA: Projeto de esterilização de livros por ozônio é premiado em torneio nacional de robótica com foco no combate à pandemia

Com o objetivo de reduzir o impacto causado pela Covid-19 no empréstimo de livros, a equipe Robolife, do SESI Candeias, na Bahia, desenvolveu uma...

Sancionada lei que aumenta punição para maus-tratos de animais

A prática de abuso e maus tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e...