Região Norte conta com 119 leitos exclusivos para Covid-19

As ações da Secretaria da Saúde (Sesa) para promover a assistência aos pacientes contaminados pelo novo Coronavírus (Covid-19) contemplam todas as regiões do Espírito Santo. Na região Norte, o Hospital Roberto Arnizaut Silvares (HRAS) foi definido como referência para tratamento de pacientes com a oferta de 30 leitos de UTI e 26 leitos de enfermaria. Em outra unidade do Estado, o Hospital Estadual Dr. Alceu Melgaço, em Barra de São Francisco, 18 leitos estão sendo preparados.

O superintendente estadual de Saúde da Região Norte, Edilson Morais, informa que o atendimento foi ampliado com a contratualização de leitos no Hospital Geral de Linhares (20 de UTI) e Hospital Rio Doce, também de Linhares, com mais oito leitos de UTI, além d Hospital Meridional de São Mateus (20 de UTI e 15 de enfermaria).Com a estratégia de ampliação de leitos, a Região Norte conta, até esta quinta-feira (25), com 119 leitos disponibilizados exclusivamente para tratamento de pacientes com a Covid-19.

“O plano de ampliação de leitos tem se mostrado eficiente e garantido o atendimento aos pacientes que necessitam de internação; a opção de investimento na rede hospitalar própria permite um legado para a região, uma vez que os investimentos irão permanecer nos hospitais que continuarão prestando atendimento à população”, afirmou Morais.

O Hospital Roberto Silvares continua sendo a referência para o atendimento de urgência e emergência da região, com serviços de ortopedia e neurocirurgia, bem como urgências em pediatria.

A Sesa também liberou a contratação de quase 200 profissionais para os hospitais da região Norte para reforçar a linha de frente de combate a Covid-19.

Atenção Primária à Saúde

O reposicionamento da Atenção Primária à Saúde (APS) no enfrentamento à pandemia é outro destaque na região e abrange o monitoramento dos 14 municípios quanto às estratégias de saúde da família, fortalecendo a busca ativa para identificar, isolar e monitorar os casos suspeitos a partir da implantação do guia orientador para enfrentamento da pandemia na rede de atenção à saúde. “É um esforço importante para melhorar o monitoramento dos casos e colaborar nas estratégias de contenção do avanço da doença”, reforçou o superintendente.

Leia mais

Leia também