Reflexão sobre o Coronavírus, por Elvécio Andrade

Elvécio Andrade, advogado

Uma virtude do Coronavírus é provar aos arrogantes e poderosos que eles são tão insignificantes quanto um morador de rua que tanto desprezam.

Que todo dinheiro que acumulam, que todo título de nobreza que ostentam, que todo acúmulo de bens que exibem são insignificantes.

De nada valem diante da grandeza de um vírus abençoado, cujo alvo é o ser humano estragado.

Não são as aves, não são os animais, e muito menos os vegetais. O alvo é o ser humano. Mesquinho, vingativo, cruel, predador e prepotente.

Seja bem-vindo, vírus sagrado. Purifique nossa terra e que sejam poupadas as pessoas boas!

(Por Elvécio Andrade, no terceiro dia de isolamento)

Leia mais

Leia também