“Receito hidroxicloroquina na fase inicial de Covid-19”, diz o médico José Mauro Pimentel

» O médico, José Mauro Pimentel Machado

Especialista revela que não vê problema algum com o uso da droga, desde que
seja prescrita e acompanhado por um médico. José Mauro vai participar da live da Rede Notícia nesta quinta-feira, às 18h30, para falar sobre o novo coronavírus


A afirmação do médico vem junto com alguns cuidados que o profissional declara que terá, caso o paciente tenha comorbidade. Ainda, o médico afirma que não promete a cura, mas que a droga pode ajudar no momento. José Mauro tem 38 anos de profissão, é médico clínico, com especialização em cirurgia geral. O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (20) o protocolo que libera no Sistema único de Saúde (SUS), o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina, incluindo os casos leves de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Até então, o protocolo previa o remédios para casos graves apenas. De acordo com o Ministério da Saúde, estudos internacionais não comprovam eficácia do remédio e as divergências sobre os profissionais da saúde sobre o tema, ainda é grande. O que afirma José Mauro entre uma pergunta e outra, é que: “Temos visto eficácia, todos meus colegas médicos que foram infectados fizeram o uso da droga e estão curados, nenhum se agravou”, diz.


Hidroxicloroquina
Em meu consultório eu receito, é o que temos no momento. O paciente vai assinar um termo e eu vou indicar o coquetel: Hidroxicloroquina, Azitromicina, Sulfato de Zinco e Ivermectina. Todos os meus colegas médicos que foram que contaminados utilizaram a droga, com sucesso, sem efeito colateral, nem necessidade de UTI ou intubação, nenhum morreu. Os hospitais particulares vêm utilizando e com grande escala positiva. Se o paciente tiver alguma comorbidade, pedirei exames e receitarei, irei monitorar. O que não posso fazer é indicar paracetamol e hidratação apenas. Não estou prometendo a cura, estamos lidando com o desconhecido e, temos a presença de melhoras com o uso da droga.


Doença
O coquetel precisa ser usado na fase inicial da doença, do primeiro ao quinto dia, depois que acontecem as inflamações, fica mais complicado, aí já é preciso utilizar outras drogas. Entendam uma coisa, não é para as pessoas saírem se medicando, esse coquetel necessita ser supervisionado pelo médico e indicado por ele, não é para fazer o uso da droga sem consultar um profissional, pois existem riscos.


Efeitos colaterais
Todo medicamento pode ter efeitos colateral, e com a hidroxicloroquina não é diferente. Mas qualquer paciente que eu consultar, irei oferecer a medicação, claro, respeitando os limites de cada um, tem gente que vai precisar fazer exame antes, não é assim, chegar e ir usando, como falei, tem gente com comorbidade, terá que ser avaliado antes.


Hidroxicloroquina x Cloroquina
São dois remédios de formulações diferentes, mas que levam a mesma substância, a cloroquina. Os benefícios clínicos são parecidos, mas os efeitos adversos não. A hidroxicloroquina é considerada um pouco mais segura, com menos efeitos colaterais.


Exames
Um dos problemas é esse, o tempo que está levando para os exames ficarem prontos na rede pública, está demorando além do normal. Uma semana, dez dias, isso é um tempo tardio, e dificulta o uso do coquetel, que precisa ser utilizado na fase inicial. Atrapalha o médico, precisávamos desse amparo, o teste ser liberado com mais rapidez.


Custo
O custo do método swab, por exemplo, que está no topo dos exames de covid-19, que podemos chamar de “classe ouro”, creio que custa R$ 300, isso se o paciente fizer o exame pela rede particular. Fica pronto em 24h, essa rapidez ou outra menos demorada é que precisamos no SUS.


Isolamento
De início foi importante, não há dúvida, não tem como discordar disso. O sistema de saúde precisou se adequar, tentar se equipar, e os profissionais da saúde precisaram entender sobre a doença. Foi um tempo necessário e muito importante. Hoje já não dá para vivermos numa bolha, dentro de casa, precisamos sair para trabalhar, porém, com as prevenções, respeitando o distanciamento social e higienização.


Hospital
Seria importante Nova Venécia ter um local que atendesse somente as pessoas no quadro de Covid-19. Seria importante iniciativa, para que não houvesse o contato entre casos ou possíveis casos de coronavírus, com outros pacientes.


Lookdown
É uma maneira antipática e complicada, mas que em certos casos, pode ser necessária. No caso de Boa Esperança eu não vou dizer se é certo ou errado, porque não conheço como foram os contágios de lá, só eles podem responder. Agora, que algo tem que ser feito, não há dúvida, algo está acontecendo de errado no município. Os casos dispararam, chegando a 34 (na quarta-feira (20), em uma cidade com pouco mais de 15 mil habitantes. Nova Venécia tem cerca de 50 mil habitantes e têm 11 casos. Concordam que há algo de errado lá? De repente, esses dias decretados com tudo fechado em Boa Esperança, vai servir como um tempo para as lideranças e a Saúde entenderem e descobrirem o que está acontecendo e onde está o erro. Sabemos que é complicado para o comércio a medida, difícil demais, não tenho dúvida, fico triste também. É também angustiante para a população. Nós brasileiros somos acostumados ao convívio social, eu entendo, mas nesse momento é necessário agir, tem que dar uma parada e verificar o que há. O serviço de Saúde de lá, pode mapear se tem algum ponto em comum que essas pessoas que infectaram estiveram, fazer uma investigação epidemiológica.


Aglomeração
Tenho saído para trabalhar apenas e voltado para casa, procuro nem visitar e espero nem ser visitado sem necessidade, eu quero estar vivo. Mas sábado passei no Centro, pois fui a Gameleira rezar. Fiquei espantado, parecia Festa da Cidade, muita gente de todas as idades nas ruas, as pessoas estavam muito juntas, aglomeradas. É para sair e comprar o essencial apenas, não é época de aglomeração, precisamos estarmos vivos, uma vacina irá ser encontrada, tenho fé. Então, peço que esperem um pouco, deixem as aglomerações de lado, não é para receber ninguém em casa, e nem é hora de churrasco com amigos e familiares que não moram com você, isso fica para depois.


Máscara
Claro que é preciso usar. Estamos diante de uma doença desconhecida ainda. A máscara não vai prevenir 100 por cento, senão, nenhum profissional da saúde seria infectado pelo coronavírus. Entendam, a máscara é necessária para prevenir, alguém pode espirrar, tossir e essas gotículas chegarem até o outro. Não relutem e usem por favor.


Vacina
Acredito e tenho fé que no segundo semestre teremos a vacina. Os experimentos têm apontado positivamente. Por isso volto a dizer: é difícil, mas vamos permanecer em casa, saindo estritamente para o necessário, como para trabalhar e voltar, sem receber ninguém. Isso vai passar e precisamos estarmos vivos para a vitória, com fé em Deus.


Trabalho
É muito importante que as empresas disponibilizem álcool em gel para seus colaboradores, água, sabão, e que mantenham o distanciamento entre seus funcionários. Os clientes precisam fazer a higienização quando entrarem nos locais, sabemos disso já, não podemos errar. Precisamos continuar trabalhando, somos um país pobre, mas para que tudo funcione, é preciso que a população ajude com as medidas. O comércio precisa ficar aberto, as empresas também, todos nós precisamos receber o salário no final do mês, use sua máscara e tome os cuidados, para que não precisemos fechar tudo de novo. Chega em casa, tire sua roupa do lado de fora, sapatos, tomem os cuidados, iremos vencer juntos. A empresa que puder e tiver como, pode fazer o home Office, são medidas de prevenção e que somente o gestor do local de trabalho poderá analisar e ver o que é melhor.


Idoso
É difícil, mas nesse momento, o idoso precisa ficar em casa. Os outros membros da família que saem para trabalhar, precisam ter cuidado na rua, para não ser infectado e elevar a doença para casa. Esperem mais um pouco e quem puder, fique em casa.


Nova contaminação
Também prefiro esperar para falar. A dengue também era dito que a pessoa só era contaminado uma vez, depois vieram as mutações do vírus. Com o Covid-19 pode acontecer o mesmo.


Volta às aulas
Outro assunto difícil, como disse, tudo é muito novo, essa doença ninguém conhecia. Há 90 dias tínhamos o pensamento de que, as crianças não eram grupo de risco e que se sairiam bem, caso fossem contaminadas. Hoje já vimos que não é bem assim, tivemos episódios drásticos mostrando que o que foi dito lá atrás, precisa ser revisto. Por outro lado, podem ter muitas crianças assintomáticas, elas poderão ser o agente causador de uma infestação em suas casas. A China voltou às aulas, porém, seguindo protocolos que aqui não teremos como instalar em nossas escolas, por ser muito caro, fora da nossa realidade. Voltar ás aulas teria que ser algo muito debatido e pensado, não sei.

Leia mais

Menor é apreendido fazendo manobra perigosa com moto adulterada em Ecoporanga

Na manhã desta terça (16.06), a equipe da rádio patrulha de Ecoporanga realizou um acompanhamento a uma motocicleta que estava fazendo manobras perigosas no...

Vila Pavão aderiu aos apelos das autoridades e moradores não estão saindo de casa

A população de Vila Pavão, Noroeste do Estado...

Aderes entrega máquinas de costura para empreendedores da Economia Solidária

Com o objetivo de promover o desenvolvimento dos micro e pequenos negócios por meio de políticas...

“STF jamais se sujeitará a nenhum tipo de ameaça, como nunca se sujeitou”, diz Ministro

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, afirmou neste domingo, 14, que a Corte “jamais se sujeitará, como não se sujeitou...

Leia também

Deputados aprovam regras para reabertura de templos religiosos

Foi aprovado, em regime de urgência, durante a...

Mais de 460 casos de covid-19 são constatados em casas de repouso para idosos, aponta MPES

O Ministério Público do Espírito Santo constatou que...

Último dia para quem quer participar do Sisu do meio do ano se inscrever no sistema

Estudantes que participaram da edição de 2019 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem se inscrever, até esta sexta-feira, 10, para o Sistema de Seleção...

Menino de quatro anos morre afogado em córrego no Noroeste do Espírito Santo

O pai da criança, Adriano Gomes, estava trabalhando na lavoura de café e conta que o menino ficou sozinho enquanto a mãe saiu para...