R$ 1,6 milhão é economizado na prestação de serviços pela Central de Atendimento

O Ministério da Economia mantém, desde 2019, contrato de suporte para prestação de serviços na Central de Atendimento, que contempla os sistemas estruturantes de compras públicas, de transferências da União, do protocolo eletrônico nacional e da emissão de diárias e passagens de toda a Administração Pública Federal. O contrato tem vigência até outubro deste ano.

A economia se aproxima de R$ 1,6 milhão. Após três anos de contrato, foram registrados um milhão de chamados na Central de Atendimento, com redução de 6,8% nos gastos em 2019, 18,9% em 2020 e 13% nos quatro primeiros meses de 2021. As principais solicitações dos usuários são de acesso aos sistemas, senhas de acesso e dúvidas normativas.

“Atendimentos mais assertivos tornam a prestação de serviço cada vez mais qualificada, exigindo da equipe de gestão do contrato uma constante atualização dos canais de atendimento e base de respostas utilizadas”, explicou Cristiano Heckert, secretário de Gestão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital.