Quatro suspeitos de aplicar golpe do falso motoboy são presos no Espírito Santo

Quatro homens foram presos em flagrante por estelionato pela Polícia Civil do Espírito Santo. De acordo com as investigações, eles são suspeitos de praticar um crime conhecido como o golpe do falso motoboy, em que se passam por funcionários da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil para recolher os cartões de crédito e de débito das vítimas e realizar transações.

As prisões foram realizadas na quinta (25) e na sexta-feira (26) em cidades da Grande Vitória e divulgadas pela equipe da Delegacia Especializada de Crimes e Defraudações e Falsificações (Defa) em coletiva de imprensa nesta terça-feira (30).

De acordo com a delegada responsável pelas investigações, Nicolle de Castro, 15 pessoas, em sua maioria idosas, foram à delegacia para registrar ocorrências sobre o crime. Entretanto, é possível que ainda existam mais vítimas.

Os quatro homens presos são suspeitos de aplicar os golpes em quatro pessoas, sendo que o prejuízo somado nestes casos ultrapassou os R$ 57 mil.

No momento das prisões, foram apreendidas máquinas de cartão de crédito e crachás falsos utilizados nos golpes, além de dinheiro em espécie.

Com os criminosos, polícia aprendeu máquinas de cartão, crachás falsos e dinheiro.

Entenda como funcionava o golpe

A polícia já investigava os criminosos desde maio deste ano. Os fraudadores se passavam por funcionários de bancos e ligavam para casa dos clientes dizendo que o cartão deles havia sido clonado e usado em compras em outros lugares. Depois, pediam que a vítima ligasse para o banco.

No entanto, os criminosos seguravam a linha telefônica e, quando os clientes retornavam a ligação, os suspeitos conseguiam manter o contato. Em seguida, enviavam um suposto funcionário do banco, o falso motoboy, até a casa das vítimas para recolher o cartão.

A preferência por idosos, segundo a delegada, tem como uma das razões o fato de eles serem um grupo de risco para a Covid-19.

“A credibilidade se dá pelo fato de eles oferecerem o serviço aos idosos, que têm que estar isolados, e ao fato de eles já terem os dados das vítimas, principalmente o número do cartão de crédito. Isso passa uma impressão de que você está conversando com a operadora do cartão. Fora a maneira de conversar, tem também música de fundo. É tudo muito bem estruturado para praticar esse crime”, diz Nicolle.

Os presos

Um dos golpistas, de 28 anos, foi preso na Serra logo após praticar o crime contra um idoso de 81 anos, no Centro de Vila Velha.

O senhor teve um prejuízo no valor de R$11 mil em compras a crédito e R$ 4 mil em saques. No momento da prisão, o suspeito chegou a oferecer R$ 10 mil aos policiais.

Já o segundo falso motoboy foi encontrado na última sexta-feira, em Vitória, após aplicar o mesmo golpe em três idosos dos bairros Jardim da Penha, Barro Vermelho e Mata da Praia.

Somados, os prejuízos das três vítimas ultrapassam os R$ 40 mil. Para além das máquinas de cartão de crédito, foram apreendidos com ele falsos crachás de bancos.

Outros dois golpistas, de 25 e 26 anos, foram presos também na sexta-feira. Horas antes, eles haviam aplicado o golpe de R$ 2 mil em uma mulher de 50 anos, no bairro Barcelona, na Serra.

A suspeita é de que eles cometeriam o crime novamente no mesmo dia na cidade de Fundão. Um dos homens já foi reconhecido pela vítima.

Grupos criminosos estão em São Paulo

Os quatro detidos foram autuados por associação criminosa e por estelionato e já foram encaminhados ao presídio.

No entanto, conforme explica a delegada Nicolle de Castro, os quatro estelionatários presos representam apenas uma parte de três grupos criminosos distintos, cuja maioria dos integrantes reside em São Paulo.

Somente os falsos motoboys são enviados ao estado para ir às casas das vítimas.

“Nós conseguimos deter apenas a ponta de um iceberg de várias organizações criminosas bem estruturadas. Quem estava estava no Espírito Santo eram apenas os falsos motoboys. Todo o resto das organizações criminosas está em São Paulo e já estão sendo qualificados para que seja representada a prisão dessas pessoas”, garantiu.

 

Leia mais

Fapes divulga último resultado preliminar do edital de combate à Covid-19

As propostas classificadas no terceiro bloco do edital de iniciativas para o combate à pandemia do...

Assembleia Legislativa corta R$ 8 milhões do orçamento 2020

Pautada na necessidade de equilíbrio das contas públicas...

ÔnibusGV lança opção para denunciar ausência do uso de máscara no Transcol

Começou nessa segunda-feira (11) a obrigatoriedade do uso de máscara para passageiros do transporte coletivo da...

Leia também

Galpão de reciclagem da prefeitura de Boa Esperança é destruído em incêndio

Um incêndio por volta das 23h30 desta segunda-feira...

Defensoria Pública abre 43,5 mil processos para auxílio de R$ 600 negado

O número de processos de assistência jurídica abertos...

Governo adota medidas para ajudar setor elétrico e consumidores durante pandemia

Secretário de energia elétrica do Ministério de Minas e Energia, Rodrigo Limp A pandemia do novo coronavírus provocou redução no consumo de energia elétrica no...