Quase 25 mil toneladas de sabão em pó falsificado são apreendidas em supermercados do Espírito Santo

Compartilhe

Operação conjunta da Polícia Civil capixaba e de MG tirou de circulação o produto falsificado, vendido em duas redes comerciais na Grande Vitória.

Reportagem: João Brito e Daniela Carla, g1 ES e TV Gazeta.

Cerca de 25 mil toneladas de sabão em pó falsificado foram apreendidas no Espírito Santo em uma operação conjunta das polícias Civil capixaba e de Minas Gerais.

As 23 mil caixas do produto falsificado possuíam embalagens da marca Omo e eram distribuídas na Grande Vitória pelo atacarejo Mineirão e pelo supermercado Epa.

Tanto a marca Omo quanto os estabelecimentos são tratados pela investigação como vítimas do esquema de falsificação, até o momento.

De acordo com as autoridades, os produtos falsificados e comercializados em três municípios da Grande Vitória eram dos lotes 42E e 45E, da marca Omo. Confira os locais onde os produtos falsificados foram encontrados:

  • Vila Velha: Itapuã, Glória, Nossa Senhora da Penha e Paul
  • Vitória: Jardim da Penha
  • Cariacica: Jadim América

O titular da Delegacia do Consumidor do Espírito Santo (Decon), delegado Eduardo Passamani, esclareceu que quem levou para casa o produto irregular pode retornar ao estabelecimento para efetuar a troca.

“Apesar de não haver responsabilidade penal das redes ou da marca, o consumidor tem direito a uma reparação civil. Quem comprou o produto irregular pode procurar as redes para efetuar a troca do. Só encontramos [os lotes irregulares] nessas duas redes. Elas pertencem ao mesmo grupo econômico e nós já fizemos contato com o proprietário para que sejam realizadas as trocas”, declarou o delegado.

O delegado também conta de que forma o consumidor pode identificar se está levando para casa um produto irregular. A caixa falsificada tem algumas diferenças. O lote, por exemplo, não é tão visível quanto na caixa original.

Se o consumidor passar a unha [nos números de lote da caixa falsificada], pode até notar que é liso e os números podem até sair. Já no original vai acontecer algumas ranhuras, por ser feita via impressão a laser. A caixa falsificada é colada com cola quente, enquanto que a caixa original é lacrado com duas fitas. Por ser fechado de forma errada, ao balançar o produto falso é possível perceber que o produto até vaza”, esclareceu Eduardo Passamani.

A polícia ainda tenta identificar o autor ou os autores da falsificação. As investigações da Decon continuam, e até o momento ninguém foi preso.

No lado esquerdo o sabão em pó falsificado, praticamente todo diluído, em comparação ao produto original, do lado direito, mais denso

No lado esquerdo o sabão em pó falsificado, praticamente todo diluído, em comparação ao produto original, do lado direito, mais denso

Em nota, a marca Omo afirmou que “acompanha de perto os casos de falsificação de sabão em pó, dos quais é vítima, em cooperação com as autoridades policiais”. Afirmou, também, que os casos suspeitos identificados pelos consumidores podem ser relatados para análise e orientação entrando em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente pelo site ou pelo telefone 0800-707-9977.

Os representantes dos supermercados Epa e atacarejo Mineirão foram procurados, mas não se manifestaram sobre o assunto até o momento.

 

Leia também

Polícia Civil renova Termo de Cooperação Técnica para executar Projeto ‘Homem que é Homem’ em Linhares

Por Victória Meireles A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher...

Festa de São Pedro foi sensacional em Barra de São Francisco com desfile da Rainha Caipira e quadrilha

Os três dias de festa (01/02 e 03, na área onde será construída a rodoviária foi sensacional com...

Conheça os campeões dos Campeonatos de Futsal de Nova Venécia

  A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria de Esportes, realizou quatro competições de futsal, que contou...

Inscrições abertas para o Concurso Público da Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco

A Prefeitura Municipal de Barra de São Francisco - ES, no uso de suas atribuições legais, torna público...

Auxílio Brasil de R$ 600 dobra aposta em formato ruim, dizem especialistas

IDIANA TOMAZELLI  BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Além do caráter eleitoral da medida, a ampliação do valor mínimo do...