Putin sobre reunião com Biden: ambas as partes tentam reduzir retórica negativa, mas sem ilusões


Sputnik – Presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que durante a reunião com seu homólogo dos EUA, Joe Biden, serão discutidas várias questões, entre as quais a estabilidade estratégica, os conflitos regionais e a situação ambiental.

Falando sobre a redução da retórica negativa dos EUA contra a Rússia, Putin observou que não se deve ter ilusões em relação a isso, uma vez que antes das importantes reuniões de alto nível sempre se tenta reduzir o negativismo.

“Nas vésperas das reuniões de alto nível ambas as partes sempre tentam reduzir alguma retórica negativa a fim de criar um correspondente ambiente de trabalho favorável. Isso não tem nada de especial, eu não teria ilusões acerca disso. É uma abordagem profissional”, disse Putin em entrevista. “Da nossa parte também fazemos isso”, acrescentou.

Além disso, o líder russo detalhou que é necessário restabelecer os contatos e relações pessoais, estabelecer um diálogo direto e criar mecanismos de interação.

“Restaurar nossos contatos e relações pessoais, estabelecer um diálogo direto, criar mecanismos de interação funcionais nos domínios de interesse mútuo […]”, declarou Putin, em uma entrevista à plataforma de mídia russa Smotrim, falando sobre as expectativas do encontro com Biden.

Há uma série de questões que são de interesse mútuo: a estabilidade estratégica, os conflitos regionais na Síria e Líbia e as atividades de proteção ambiental, “as preocupações ambientais em geral, no sentido global”, ressaltou o presidente russo.

“Ou seja, há questões nas quais realmente podemos trabalhar de forma eficaz. Se depois desta reunião criarmos mecanismos para trabalhar em todas estas questões, penso que isso já seria positivo. Poderia se dizer que a reunião não foi em vão”, acrescentou.

Ao mesmo tempo, Putin notou que a decisão dos EUA de concordar com a prorrogação do tratado Novo START foi “um passo profissional” por parte de Biden.

Em janeiro deste ano, os países chegaram a um acordo para prorrogar o tratado Novo START. O documento prevê a redução de armas nucleares. Este foi o primeiro grande acordo entre a Rússia e o presidente Biden. 

Em 16 de junho em Genebra, na Suíça, Joe Biden e Vladimir Putin vão se encontrar pela primeira vez desde que Biden assumiu a presidência dos EUA.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais: 

 


Leia mais

Leia também