Putin não confia em Biden e acha inútil tentativa de prejudicar as relações entre a China e a Rússia


O presidente russo, Vladimir Putin, disse no sábado que as relações Rússia-China atingiram um “nível sem precedentes” e que os dois lados têm amplos interesses em comum.

A Rússia está disposta a aprofundar a cooperação com a China em mais áreas, disse Putin por meio de um link de vídeo ao responder a uma pergunta da Agência de Notícias Xinhua sobre as relações China-Rússia. A afirmação do e russo tinha sido feita em uma reunião com chefes de grandes agências de notícias internacionais realizada em São Petersburgo na sexta-feira (4), paralelamente ao Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.

Ele também disse que não espera nenhum avanço em sua reunião de cúpula planejada com o presidente dos EUA, Joe Biden, em Genebra, na Suíça, mas espera que as negociações sejam conduzidas em uma atmosfera positiva, de acordo com a TASS.

Li Haidong, professor do Instituto de Relações Internacionais da China Foreign Affairs University, disse ao Global Times no sábado que “Putin não tem nenhuma confiança no governo dos EUA. A Rússia foi frequentemente traída pelos EUA após a Guerra Fria. Então não há chance de alguns estrategistas dos EUA esperarem unilateralmente qualquer avanço da próxima cúpula Putin-Biden. “

Em uma ampla gama de assuntos, incluindo questões militares, de segurança ou economia, os Estados Unidos e seus aliados desapontaram a Rússia repetidas vezes. Embora a liderança russa tenha mostrado sinceridade para melhorar os laços com o Ocidente, no fundo as potências ocidentais não respeitam a Rússia. Sua única esperança é que a Rússia entre em declínio no cenário mundial, disse um especialista em relações exteriores de Pequim, com pedido de preservação do anonimato da fonte.

(Foto: Global Times)

Leia mais

Leia também