Publicação digital destinada a novos artistas apresenta processos criativos nas artes visuais produzidas no Espírito Santo

Está disponível, em formato digital e gratuito, uma publicação destinada a auxiliar e orientar qualquer pessoa interessada em produzir seus próprios trabalhos nas artes visuais, além de revelar mais sobre o que está sendo produzido neste tipo de linguagem no Espírito Santo: a obra do projeto “Indagações Poéticas – Imersões Artísticas”, organizada pela artista educadora Natalie Mirêdia e contemplada pelo Edital 20/2018 – Setorial de Artes Visuais da Secult.

Confira gratuitamente a publicação digital no LINK .

O trabalho reúne exercícios de interação ao público formulados pelos artistas participantes dos cinco encontros do projeto realizados durante o mês de dezembro de 2019 no Sônia Cabral, Centro de Vitória, além de textos e detalhes dos trabalhos artísticos destes mesmos realizadores.

De acordo com Natalie Mirêdia, as orientações destes exercícios formulados pelos participantes dos encontros (Letícia Fraga, Nathália Assumpção, Matheus Moreira, Vivian Siqueira, Elvys Chaves, Deborah Moreira) se encontram no decorrer de cada texto de uma forma acessível.

“A publicação possui várias ‘tarefas’ poéticas que podem ser realizadas por qualquer pessoa que as leia. Dessa forma, multiplica-se a possibilidade de interação com a publicação, fazendo jus a nossa experiência com os processos artísticos, ao inventar exercícios que pudessem ser realizados por nós ou qualquer outra pessoa”, destaca.

Os encontros do projeto

Durante a imersão artística realizada em dezembro, os participantes inscritos via chamada aberta puderam detalhar o processo criativo de suas produções artísticas por meio de leitura de portfólios, discussão de documentário sobre processos e proposição de exercícios práticos direcionados para os registros fotográficos e poético-textual.

“O projeto foi indicado para quem quisesse desenvolver sua produção artística ou encontrar estímulos para o processo criativo, com o foco nos graduandos em artes visuais. Os textos presentes na publicação são reflexões sobre as imagens produzidas com os materiais ou objetos de afeto trazidos pelos participantes dos seus contextos cotidianos para dialogarem com o espaço físico do Sônia Cabral”, enfatiza a artista.

Segundo Natalie Mirêdia, haverá o lançamento físico na Galeria Homero Massena ainda no primeiro semestre de 2020. Saiba mais sobre o projeto no LINK

Informações à Imprensa

Assessoria de Comunicação da Secult

Aline Dias / Danilo Ferraz / Erika Piskac

(27) 3636-7111 / 99753-7583 / 999021627

secultjornalismo@gmail.com

comunicacao@secult.es.gov.br

https://www.facebook.com/SecultES/

https://www.instagram.com/secult.es

Leia mais

Leia também