Projeto promove comercialização entre agricultura familiar e supermercados em Pedro Canário

 

A agricultora familiar Vera Lúcia Pinheiro cultiva hortaliças, feijão e banana em sua propriedade no município e apresentou interesse em participar do projeto de comercialização.

A comercialização de produtos é uma demanda antiga da comunidade rural de Pedro Canário, que foi diagnosticada pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). A fim de promover melhorias econômicas para as famílias, a equipe do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR), do Incaper de Pedro Canário, está desenvolvendo um projeto para que os agricultores familiares façam a venda de seus produtos diretamente a supermercados do município.

O extensionista e coordenador do ELDR, do Incaper de Pedro Canário, Thiago Carvalho, explicou que a renda dos agricultores familiares do município é advinda de políticas públicas destinadas à entrega de alimentos, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o Compra Direta de Alimentos (CDA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O objetivo do projeto é aumentar a renda das famílias por meio da comercialização tradicional para supermercados, de maneira que as políticas públicas se tornem um complemento à renda dessas famílias.

O projeto é desenvolvido com a parceria entre Incaper, Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente (Semag) e os supermercados Locatelli e Linharense, de Pedro Canário. O Incaper e a Semag atuarão na assistência técnica aos produtores e a Prefeitura de Pedro Canário auxiliará na logística de escoamento da produção até os supermercados.

De início, 16 agricultores familiares foram pré-selecionados pelas equipes do Incaper e da prefeitura para participarem do projeto de comercialização para os supermercados. A agricultora familiar Vera Lúcia Pinheiro cultiva hortaliças, feijão e banana em sua propriedade no município e apresentou interesse em participar do projeto de comercialização. A expectativa é de que mais produtores participem ao decorrer do desenvolvimento do projeto.

“Tivemos boa aceitação do projeto por parte dos parceiros institucionais e dos agricultores. Vamos dar início às visitas nas propriedades para construirmos juntos as soluções de comercialização dos produtos. É bom reiterar que, além dessa vertente de comercialização, estamos trabalhando para fortalecer outras vertentes, como a feira livre, o mercado municipal e o Centro de Comercialização da Agricultura Familiar de Pedro Canário”, ressaltou Thiago Carvalho.

Texto: Andreia Ferreira


Leia mais

Leia também