Da Vitória apresenta projeto para anular multa por atraso na entrega da declaração do Imposto de Renda

A isenção da multa por atraso na entrega da declaração do Imposto de Renda durante este ano em decorrência da crise causada pela pandemia do novo coronavírus foi proposta por meio do Projeto de Lei 3744/2020 apresentado pelo deputado federal Da Vitória (Cidadania-ES).

A entrega do Imposto de Renda neste ano, que inicialmente estava prevista para 1º de abril, foi prorrogada pela 30 de junho em decorrência da pandemia, visto que o distanciamento social, recomendado pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde como estratégia de combate à pandemia, dificultou o correto preenchimento da declaração, ao limitar o acesso a documentos e informações necessários para cumprir essa obrigação tributária.

“Além disso, a prática do distanciamento social tem resultado em uma forte queda nos rendimentos dos brasileiros, especialmente aqueles de menor renda, que vem sendo vítimas do desemprego, da suspensão de contratos, com a respectiva redução de salários, da diminuição do faturamento de seus negócios, do fechamento ou falência de seus empreendimentos”, pontua o deputado federal Da Vitória.

E acrescenta: “Nesse contexto, a adoção das providências ora propostas aliviará, ainda que minimamente, o impacto financeiro da pandemia de Covid19 na renda das pessoas físicas, permitindo que os recursos que seriam gastos com o pagamento da multa acima referida sejam destinados à compra de alimentos e outros itens de primeira necessidade ou produtos indispensáveis nesta crise sem precedentes na história do País”.

Além da isenção do pagamento da multa para as declarações que forem entregues até 31 de dezembro deste ano, o projeto ainda prevê o cancelamento das Notificações de Lançamento da Multa por Atraso na Entrega Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física referente ao exercício de 2020, ano-calendário de 2019, expedidas até a data de publicação desta lei e extintos os créditos por elas constituídos.
O prazo para a entrega da declaração referente ao exercício de 2020 finalizou no último dia 30 de junho. A multa aplicada para quem não fez dentro do prazo é o equivalente a 1% ao mês do imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo 20% do imposto devido.

Leia mais

ES: marido chega bêbado, dá socos e tenta enforcar mulher

Uma jovem, de 28 anos, foi agredida e enforcada pelo marido, que chegou bêbado em casa, na madrugada deste domingo (04). Ela, que mora...

No Dia Mundial do Diabetes, campanha projeta histórias de pacientes em prédio na Avenida Paulista

No Dia Mundial do Diabetes, nada melhor do que empatia e muita informação para unir os milhões de brasileiros que têm a doença. Pensando...

Sindicato das escolas consegue liminar para suspender efeitos da lei que reduz mensalidades no Espírito Santo

1 de 1 Desembargados suspende lei que autoriza desconto de 30% nas mensalidades escolares — Foto: Diego de Rosa A lei estadual que obriga as escolas...

Carteira de Trabalho Digital tem mais de 100 milhões de acessos

Aplicativo Carteira de Trabalho Digital substituiu a versão impressa – Foto: Ascom/MDS ...

Leia também

Bolinha discute melhorias na segurança pública de Vila Pavão

Antes mesmo de ser assumir de fato o cargo de prefeito, cerimônia que será realizada no dia 1° de janeiro, o prefeito eleito de...

Seleção para cursos técnicos do Ifes terá análise de histórico escolar e sorteio

Instituto divulgou nesta quinta-feira (26) que, devido à pandemia do coronavírus, não haverá provas ou etapas presenciais na seleção de alunos para os cursos...