Projeto ‘O mundo da educação em imagens’ realiza webinário sobre o acervo pessoal de José Celso Cláudio

O projeto “O mundo da educação em imagens” realiza, nesta quarta-feira (31), às 18h30, um webinário para apresentação dos trabalhos e ações educativas da proposta, que envolve a digitalização e descrição do acervo pessoal de José Celso Cláudio. A atividade está sendo realizada com recursos do Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura) e conta com o apoio do Departamento de Arquivologia e do Laboratório de Sistema de Informação Digital da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (APEES).

Na live serão abordados os temas “A fotografia e a história da educação no Espírito Santo”, pela pedagoga e doutoranda em Educação da Ufes, Clara Zandomenico; a “Trajetória e espólio de José Celso Cláudio para o patrimônio cultural”, pelo chefe do Departamento de Línguas e Letras da Ufes, Mário Cláudio Simões; e a “Organização e Tratamento de Acervos Pessoais”, pelo professor do Departamento de Arquivologia da Ufes, André Malverdes. A transmissão será realizada no canal: www.youtube.com/c/AndreMalverdes.

José Celso Cláudio

José Celso Cláudio nasceu no dia 27 de setembro de 1905 no município da Serra e teve a sua trajetória atrelada ao exercício da docência e da atuação na educação e no serviço público. Em 1921 passou a residir em Vitória, onde se formou em Ciências e Letras. No ano de 1924 ingressou no magistério primário como substituto e foi nomeado, em 1926, para reger a 3ª Escola Noturna. Em 1930, pelo Decreto  Nº 10.255, foi promovido ao cargo de diretor do Grupo Escolar “Professor Lellis”, da cidade de Alegre.

 

Por meio do Decreto Nº 10.911, de dezembro de 1939, foi comissionado no cargo de Inspetor Regional de Ensino e em 15 de maio de 1946 no de diretor da Divisão Técnica, onde permaneceu até abril de 1947. Em novembro do mesmo ano, passou a responder pela Secretaria de Educação e Cultura Em 1948, diplomou-se bacharel em Ciência Jurídica pela Faculdade de Direito de Vitória. Atuou também como delegado do Espírito Santo em reunião realizada no Ministério de Educação e Saúde para prosseguimento da campanha de alfabetização de adultos.

Em 1948 foi nomeado para o cargo de Secretário de Educação e Cultura, no qual permaneceu até agosto de 1950. Após esse período, foi diretor geral do Departamento do Serviço Público. Em abril de 1957, tornou-se procurador da Prefeitura Municipal de Vila Velha. Em julho de 1961, foi nomeado chefe da Divisão de Administração da Secretaria do Trabalho e Promoção Social. Em dezembro de 1972, foi designado na Secretaria do Trabalho e Promoção Social. Faleceu em Vitória, em maio de 1975.

 

Leia mais

Leia também