Projeto em unidade prisional de Aracruz une arte e reciclagem • SiteBarra

Projeto em unidade prisional de Aracruz une arte e reciclagem

No Centro de Detenção Provisória de Aracruz, um projeto de ressocialização contribui com o desenvolvimento de uma habilidade, por meio do artesanato e da sustentabilidade.

Dez internos participam do “Recicle & Arte” produzindo tapetes a partir de retalhos de tecidos. O diretor da unidade, Anderson Sylvestre, explica que a intenção foi desenvolver um projeto para a qualificação dos internos, por meio do artesanato, permitindo o desenvolvimento de técnicas para a produção de itens a serem comercializados quando estiverem em liberdade.

“Os materiais utilizados são doações de retalhos de várias empresas do ramo de confecção que nos apoiam. Estamos entusiasmados com o projeto, que tem a proposta de inovar com o reaproveitamento do material que seria descartado. Isso combinado à habilidade adquirida dentro do sistema prisional, que teve como inspiração a mãe de um interno, uma artesã que realiza um trabalho tão significante, mas que por vezes é pouco valorizado”, pontuou o diretor.

Na oficina de costura, o conhecimento é compartilhado entre os internos. Um deles que teve uma participação fundamental no desenvolvimento do “Recicle & Arte” é Deocleciano Cavalcante de Lima.  Além do ofício de pedreiro, é artesão, e se tornou um multiplicador, ensinando os outros internos a arte da confecção.

“Nós temos capacidade, competência e potencial. Essa é uma oportunidade para muitos aprenderem uma atividade empreendedora, sem falar que é como uma terapia para todos. O apoio da direção e das empresas parceiras torna possível essa missão. E a gente quer crescer: treinar mais internos e produzir mais tapetes”, afirmou.

As peças confeccionadas também têm destinação especial: são encaminhadas para instituições beneficentes, e também aos familiares dos próprios internos.