Projeto de Raquel Lessa propõe a inclusão de lactantes no grupo prioritário para vacina

A deputada estadual Raquel Lessa apresentou um projeto de lei na Assembleia Legislativa que propõe a inclusão de lactantes (mães que amamentam), com ou sem comorbidades, no grupo prioritário do Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19.

O objetivo é propiciar a proteção destas mulheres contra a covid-19, diminuindo, portanto, o risco de transmitir a infecção aos seus filhos. A ordem da vacinação das lactantes levará em consideração a idade das mulheres, priorizando as mais velhas e as lactantes vacinadas deverão ser orientadas a não interromper o aleitamento materno.

De acordo com a deputada, além do benefício às mães, o leite materno contém anticorpos que poderiam potencialmente proteger o bebê amamentado. “O surgimento da pandemia da Covid-19 intensificou a preocupação com a segurança e saúde das mulheres grávidas e lactantes. As gestantes e puérperas com até 45 dias pós-parto já fazem parte do grupo prioritário e nossa proposta é também incluir todas as lactantes”, destaca a deputada.

Essa também é uma reivindicação recebida do grupo Lactantes pela Vacina, mobilização nacional que já reúne 15 estados, incluindo o Espírito Santo. O movimento capixaba já iniciou um abaixo assinado no Estado para que todas as lactantes recebam a vacina. O principal argumento para o pedido é a possibilidade de imunizar duas pessoas (mãe e filho) com apenas uma dose da vacina.


Leia mais

Leia também