Projeto de lei prevê incentivos financeiros a agentes comunitários de saúde

Projeto de lei em tramitação na Câmara dos Deputados prevê que agentes comunitários de saúde e de combate à endemias ganhem incentivos financeiros adicionais em seus salários. Lei de 2006 que regulamenta a atividade desses profissionais estabelece que os estados e municípios que cumprirem parâmetros definidos pelo Ministério da Saúde sejam contemplados com pagamentos complementares para o fortalecimentos do trabalho dos agentes. 

Contudo, segundo o autor do projeto, deputado federal Nereu Crispim (PSL-RS), esses recursos extras nem sempre são direcionados a esses servidores e os gestores públicos utilizam esses repasses para outras finalidades.  O parlamentar afirma que o projeto busca principalmente trazer mais segurança jurídica para que recursos adicionais do governo federal alcance os agentes. 

“Não queremos que isso [o pagamento de recursos extras] seja objeto de contingenciamento. A proposta prevê que o orçamento para esta finalidade seja efetivado e não seja utilizado para outros fins”, defende. 

Para Maria José Evangelista, assessora técnica do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), a atenção primária tem se mostrado primordial no enfrentamento ao novo coronavírus. 

“A pandemia chegou ao interior de todo o país. Sabemos que no início [do alastramento da Covid-19], os gestores voltaram às atenções na atenção hospitalar, mas agora estamos no esforço de organizar a atenção primária porque, de fato, nós só vamos vencer a pandemia se estivermos pensando em todo o sistema [de saúde]”, disse Maria em live da entidade. 

Pesquisa propõe modelo para acompanhar e prever a disseminação da Covid-19 no país, com foco no interior

Interiorização da Covid-19 preocupa gestores de municípios pequenos

Atribuições

De acordo com a lei que regulamenta a profissão, “o agente comunitário de Saúde tem como atribuição o exercício de atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS e sob supervisão do gestor municipal, distrital, estadual ou federal”.

Segundo a mesma a lei, cabe aos agentes de combate às endemias o exercício de atividades de vigilância, prevenção e controle de doenças e promoção da saúde.

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Leia mais

Gestores devem tomar cuidado com a dispensa de licitação para combater a Covid-19

O estado de São Paulo possui, atualmente, 85% dos municípios em estado de calamidade pública por conta da pandemia da Covid-19. E para combater...

Suspeito mata ex-companheira, volta ao local do crime e participa de velório

Thiago cruz, de acordo com a Polícia Civil,...

INDICADORES: Preço do boi gordo começa a sexta-feira (11) com alta

A cotação da arroba do boi gordo começou a sexta-feira (11) com alta de 0,14% e o produto é negociado a R$ 247,45 em...

Por que a nota de R$ 200 é menor do que outras

Os estudos da instituição sugerem que seriam necessários colocar em circulação R$ 165,9 bilhões em notas de R$ 200 num espaço de cinco meses. Lucas Carvalho...

Leia também

Boa Esperança se despede de Délio Soares de Oliveira

Délio Soares de Oliveira Morreu na tarde desta segunda-feira, dia 28, aos 87 anos, por falência múltipla dos órgãos, o ex-agricultor e também ex-comerciante, Délio...

Acidente deixa uma pessoa morta e seis feridas em rodovia de São Mateus

Um grave acidente aconteceu, na noite do último domingo (27), na Rodovia Othovarino Duarte Santos, que liga São Mateus ao Balneário de Guriri, próximo...

Inep abre seleção de professores para elaborar questões do Enem

Cadastro poderá ser feito até o dia 18 de outubro. Foto: Banco de imagens O Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de...