Projeto de Enivaldo dá meio salário mínimo a catadores de recicláveis

Compartilhe

A ajuda vai valer durante estado de calamidade, que impeça as famílias de sobreviverem catando materiais recicláveis no Estado

Enivaldo vai pedir ao presidente da Assembleia que coloque o projeto em regime de urgência (Foto: Ales)

As famílias que sobrevivem de catar materiais recicláveis no Estado do Espírito Santo poderão receber uma ajuda de 50% do salário mínimo enquanto durar o estado de calamidade pública, que a Assembleia Legislativa deverá decretar na próxima sexta-feira (27), atendendo a pedido do governador REnato Casagrande (PSB), em função da pandemia da doença Covir-19, provocada pelo novo coronavírus.

Um projeto de lei autorizativo foi protocolado nesta terça-feira (24) pelo deputado estadual Enivaldo dos Anjos, líder do PSD, para que o Governo do Estado utilize recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza  para pagar uma bolsa reciclável de meio salário mínimo (cerca de R$ 515,00) para catadores de materiais recicláveis do Estado do Espírito Santo e/ou suas organizações.

O pagamento da Bolsa Reciclagem ocorreria durante a vigência do estado de emergência ou de calamidade que impedisse a atividade da categoria, como é o caso presente com o isolamento social determinado pelo Governo para conter o avanço do novo coronavírus, causador da doença Covid-19, que virou uma pandemia e tem previsão de alto impacto no Estado por pelo menos três meses.

“O dinheiro público vem do povo e a ele deve retornar. É sabido por todos os meios que os catadores de recicláveis dependem de sua atividade para sobreviver e já são muito mal pagos, porque a maior receita do negócio de material reciclável fica com os atravessadores, que vendem 90% do que recebem dos catadores e com ganhos de mais de 150%”, disse Enivaldo.

De acordo com o parlamentar, “o auxílio e o fomento a que se refere esta lei devem ser considerados emergenciais, tanto sob o aspecto da segurança alimentar, quanto do estímulo à economia local, enquanto prevalecer o estado de emergência ou calamidade”.

O deputado disse também que vai tentar junto aos seus pares que o projeto tramite em regime de urgência para ser aprovado na sequência à votação dos projetos enviados pelo Governo ao Legislativo com vistas a decretar estado de calamidade no Estado. A sessão de apreciação das mensagens do Executivo será feita online na próxima sexta-feira (27), às 10 horas da manhã.

Leia também

Construção da Barragem Santa Marina, em Cordeirópolis, recebe mais R$ 1 milhão para obras

Para dar continuidade nas obras da Barragem Santa Marina, a Prefeitura de Cordeirópolis, no interior de São Paulo,...

Copa Rural de Futebol Amador deve começar no próximo fim de semana com clássico entre Bagaço x Vale 7

Com a presença de 14 dos 16 times convidados a Copa Rural de Futebol Amador 2022, terá início,...

‘Caixaça Econômica’: ideia de capixaba ‘bomba’ nas redes sociais

    Fachada da distribuidora de bebidas com a placa "Caixaça Econômica" — Foto: Fernando Madeira/Rede Gazeta É difícil encontrar algo...

Operação apreende mais de 2 mil cigarros eletrônicos na Grande Vitória, Espírito Santo

  Operação Vapor apreende mais de dois mil cigarros eletrônicos em municípios da Grande Vitória — Foto: Polícia Civil/Divulgação Mais...

Quais membros da família podem pedir abertura do inventário?

Em primeiro lugar está o cônjuge ou companheiro, depois vem o herdeiro que se encontra na posse dos...

Barra de São Francisco tem ‘Dia Especial do Cacau’ nesta quinta-feira

  A Prefeitura de Barra de São Francisco, através da Secretaria Municipal de Agricultura (Semag), em parceria com o...

MT quer incentivar produção de remineralizadores

Apesar de ser um dos principais consumidores de fertilizantes, por ser um grande produtor de grãos, o estado...

Assinatura de Ordens de Serviços para construção de dois Campos Bons de Bola e entrega de uma Van será nesta sexta feira (12) em...

O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos estará no distrito de Vila Paulista, nesta sexta...