Projeto Cultura em Toda Parte – Módulo Norte abre inscrições para 18 oficinas e 12 palestras gratuitas

Estão abertas as inscrições para as atividades de formação do projeto Cultura em Toda Parte – Módulo Norte. Serão oferecidas 18 oficinas e 12 palestras, gratuitas e on-line, que acontecem entre os dias 25 de maio e 08 de junho. As formações abordam diversas áreas e assuntos, com foco na cultura, e que dialogam com a atualidade, como Audiovisual, Literatura, Tecnologia, Interpretação, Fotografia, Música, Teatro, Gastronomia, Cultura Afro, Dança, Artesanato, Direito Autoral, Cultura Popular, Marketing, Fake News e Políticas Públicas. 

As inscrições para as oficinas e palestras acontecem entre os dias 12 e 22 de maio, de forma gratuita, via formulário Google que podem ser acessados pelo site do Instituto Brasil de Cultura e Arte – IBCA (galpaoproducoes.com.br). As oficinas e as palestras têm como público-alvo os moradores das microrregiões sudeste serrana, noroeste, nordeste, Metropolitana e central serrana, que compreendem as cidades de Afonso Cláudio, Conceição da Barra, Santa Teresa, Vila Pavão, Vitória, Água Doce do Norte, Águia Branca, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Brejetuba, Cariacica, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Ecoporanga, Fundão, Guarapari, Itaguaçu, Itarana, Jaguaré, Laranja da Terra, Mantenópolis, Marechal Floriano, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Serra, Venda Nova do Imigrante, Viana e Vila Velha.

São 20 vagas para cada oficina e palestra. As oficinas acontecerão pelo Google Meet e as palestras serão transmitidas no canal da Galpão/ IBCA no  YouTube, por meio do link que será disponibilizado para os inscritos. Os participantes que completarem os cursos terão direito a certificado.

 

Confira as oficinas e palestras de cada região:

Microrregião sudeste serrana: Afonso Cláudio, Brejetuba, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Laranja da Terra, Marechal Floriano e Venda Nova do Imigrante

 

Oficinas

Das Janelas para as Telas, com Lílian Casotti 

06/07/08 de junho, das 9h às 11h

Descrição: a oficina contempla a vivência de exercícios cênicos e dramatúrgicos que resultarão na criação de uma cena em conjunto com o tema “janelas”. A proposta nasce a partir da inspiração na poesia “A Arte de Ser Feliz” de Cecília Meireles. Na oficina a poesia será usada como inspiração. Por meio de escritas individuais e exercícios práticos cênicos os alunos irão compartilhar suas janelas por meio de exercícios de estímulos criativos do real ao imaginário e com finalização cênica adaptada para a interpretação voltada para a tela.

 

Escrita Dramatúrgica Auto Ficcional – Fazendo Drama, com Nieve Matos

06/07/08 de junho, das 13h30 às 15h30

Descrição: Fazendo Drama é uma oficina on-line direcionada para pessoas que escrevem ou desejam escrever textos teatrais. Tem como proposta laboral a produção de uma escrita pessoal e criativa, que considera a experiência e as referências culturais do indivíduo como mote da criação. A partir da socialização do processo de elaboração do texto teatral entre os participantes, propomos uma vivência de criação coletiva e coral, propiciando um espaço de criação não hierárquico e de valorização das experiências e potências de cada participante, tecendo redes de troca de conhecimento mútuo, de fortalecimento em conjunto.

 

Produção Musical – Iniciação em Beat, com Rhayan Lucas e Wesley Almeida

28/ 29/ 30 de maio, das 19 às 21h

Descrição: O objetivo da oficina é que cada aluno possa ter uma noção básica das ferramentas necessárias para o ingresso no mercado do rap, conhecendo a interface do programa FL Studio, os equipamentos básicos para um home studio (microfone condensador, interface de áudio, fone de ouvido e notebook), sobre transdução de áudio, gravação, edição, mixagem e masterização.

 

Crítica Audiovisual, com Melina Galante

06/07/08 de junho, das 16h às 18h

Descrição: o projeto se refere à realização de uma oficina de Crítica Audiovisual, na qual serão apresentados os fundamentos e as práticas do exercício da crítica e da análise de conteúdos audiovisuais, com enfoque em produções televisivas. O objetivo do projeto é fomentar o cenário cultural capixaba, sobretudo o cenário do audiovisual, uma vez que o exercício da crítica parte de uma cinefilia e de uma fruição de outros conteúdos audiovisuais, como séries, videoclipes e novelas. Além disso, esse fazer também perpassa pela produção de conteúdo audiovisual, uma vez que a crítica também pode se dar a partir de vídeos, lançando mão das mídias digitais, e da produção textual, tendo em vista que a produção de texto é o meio mais tradicional do exercício da crítica.

Palestras

Microcontos: Textos a Partir do Nada, ou Quase Nada, com José Roberto Torero

01 de junho, das 19h às 20h

Descrição: O que são microcontos?

Qual a graça desse negócio?

Como fazer e como refazer?

Um monte de exemplos.

Fazendo um microconto em grupo.

 

Marketing e Cultura: práticas de comunicação para projetos culturais, com Aline Alves

03 de junho, das 19h às 20h 

Descrição: a palestra “Marketing e Cultura: práticas de comunicação para projetos culturais” tem como objetivo apresentar os principais conceitos, instrumentos e estratégias para divulgação de projetos culturais, especialmente no meio digital. Do planejamento ao uso das mídias sociais, serão abordadas as ferramentas mais indicadas para construir uma estratégia de comunicação eficaz.

 

Microrregião nordeste: Conceição da Barra, Boa Esperança, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Pedro Canário, Ponto Belo, Pinheiros e São Mateus

 

Oficinas

Cultura Alimentar Afro, com Winy Fabiano

25/26/27 de maio, das 13h30 às 15h30

Descrição: A proposta desta oficina é valorizar e fortalecer a Cultura Afro e sua diversidade ao longo dos anos no Brasil, proporcionando uma metodologia teórica que irá resgatar a vivência dos nossos antepassados. Sendo finalizada com apreciação e execução de pratos que possuem referência na Gastronomia Afro Brasileira.

Autoconhecimento do Poder Negro Através das Bonecas, com Jupiara Francisco

31 de maio/ 01/ 02 de junho, das 16h às 18h

Descrição: A oficina propõe uma reflexão sobre negritude por meio da confecção da boneca histórica  Abayomi, além de rodas de conversa sobre experiência vivenciada.

Tranças Para Iniciantes, com Quitéria

03/04/05 de junho, das 13h30 às 15h30

Descrição: A Oficina de Penteado Afro é uma ação de combate ao racismo que busca valorizar a estética e a beleza negra, reconhecendo uma cultura nacionalmente desvalorizada devido ao passado, que deve ser resgatado, com o objetivo de superar a desigualdade racial e nos enxergar na pluralidade. Sua realização tem a proposta de romper padrões e aproximar povos e culturas, a partir da técnica e história das tranças afro, promovendo a igualdade racial utilizando a cultura e a arte como ferramentas para trabalhar questões socioeducativas com foco na ressignificação e fortalecimento da identidade étnico racial e a promoção e valorização da cultura negra. Considerando a introdução de novos saberes, atualmente, as oficinas de penteado afro contribuem tanto para manutenção da cultura e ancestralidade como para apontar um caminho educacional para geração de renda e gestão financeira.

Estandartes, com Zeiza Jorge

06/07/08 de junho, das 16h às 18h

Descrição: a oficina irá abordar a cultura popular por meio  da construção de estandartes inspirados nas bandas de congo. Os alunos irão conhecer um pouco da história do estandarte e confeccionar uma peça exclusiva.

 

Palestras

 

Produção de presença na memória da cultura popular do norte do Espírito Santo: Bino, Benedito das Piabas ou São Beneditinho, com Bernadette Lyra

31 de maio, das 19h às 20h

Descrição: O norte do Espírito Santo guarda traços de memórias culturais ancestrais que, apesar de silenciadas, soterradas e modificadas, se materializam em fragmentos diluídos na miscigenação, e produzem uma “presença”, para além daquilo que os saberes históricos, sociológicos e antropológicos possam explicar. É o caso de uma pequena imagem talhada em madeira escura, de cerca de 20 centímetros, que é trazida de canoa, rio abaixo, até o local em que se festeja o santo católico, São Benedito, por ocasião do Ticumbi. Trata-se de Bino, também chamado de Benedito das Piabas ou São Beneditinho. Meu objetivo é examinar essa “produção de presença” na ancestralidade que Bino evoca, para além de suas características específicas e das lendas que cercam a pequena escultura.

 

Políticas Públicas de Juventude, com Hingridy Fassarella Caliari

02 de junho, das 19 às 20h

Descrição: O que são políticas públicas? Porque a juventude tem um desenho de políticas específico, histórico, conselho, como se organizar. A importância da mobilização das juventudes para a conquista de direitos e oportunidades. Juventudes como motor impulsionador da economia. Juventudes e Cultura.

 

Microrregião central serrana: Santa Teresa, Itaguaçu, Itarana, Santa Leopoldina e Santa Maria de Jetibá

 

Oficinas

Escrita Criativa-Fanzine Rap com Verso, com Jhon Conceito

25/26/27 de maio, das 13h30 às 15h30

Descrição: O projeto, que já rodou várias cidades do Estado do Espírito Santo e do Brasil, tem o objetivo de provocar os alunos e despertar interesse na vida que os cercam, com um olhar poético tanto em versos quanto em prosa rimada ou não. Eles serão provocados a elaborar textos durante as oficinas, a partir de debates, vivências  e do estímulo a escrita criativa.

 

Logomarcas e Canva, com Adriano Smoke

28/29/30 de maio, das 16h às 18h

Descrição: A oficina irá ensinar sobre o processo de criação de uma logomarca, desde o briefing até a entrega do trabalho. Além de dar o caminho para buscar referências, escolha e banco de imagens.

 

Expressão Corporal, com Marcelo Ferreira

03/04/05 de junho, das 16h às 18h

Descrição: Conhecer e experimentar a linguagem corporal, matriz do processo criativo da Cia. Teatro Urgente, sediada em Vila Velha/ES, que articula teatro, dança, vídeo e artes visuais em suas montagens. Uma imersão na arte do gesto expressivo criando pequenos solos/monólogos, a partir de referências das artes, da mídia e da cultura pop.

 

Chore, Você Está Sendo Filmado, com Leo Almenara

06/07/08 de junho, das 16h às 18h

Descrição: Nesta oficina, faremos abordagens sobre aspectos históricos e tecnológicos relativos ao surgimento do cinema, assim como seu desenvolvimento enquanto linguagem e amadurecimento na relação com o público. Entre esses dois vetores – cinema e público – perpassam uma série de elementos de tensão, sobre os quais faremos observações; mercado, política, identidades, subjetividades, colonização cultural, memória, ideologia. E o que a atividade cineclubista tem a ver com isso? Tudo. Ainda, pensaremos em formatos para a organização, sustentabilidade e formação de público de um cineclube dentro das realidades pandêmicas e pós-pandêmicas.

 

Palestras

 

Planejando uma História (os mistérios da escaleta), com José Roberto Torero

26 de maio, das 19h às 20h

Descrição: Como se planeja um romance ou um roteiro?

Como se monta esta história?

O que entra neste planejamento/escaleta? O que não entra?

Como se replaneja quando o planejamento não dá certo?

Quando a gente sabe que o planejamento está no ponto de ser executado?

 

Escrever é chato. Reescrever é que é bom, com José Roberto Torero

07 de junho, das 19h às 20h

Descrição: A musicalidade do texto. Quando o ouvido lê.

Pequenas mudanças que fazem grandes diferenças.

Como reescrever um texto?

Decoração, reforma ou demolição?

Refazendo alguns parágrafos.

 

Microrregião noroeste: Vila Pavão, Água Doce do Norte, Águia Branca, Barra de São Francisco, Ecoporanga, Mantenópolis e Nova Venécia

 

Oficinas

 

Fotografia com Celular- Afetos e Olhares, com Thaís Gobbo

25/26/27 de maio, das 9h às 11h

Descrição: a proposta da oficina é estimular o olhar fotográfico e o olhar técnico dos participantes com aulas teóricas e práticas tendo como instrumento o celular. As fotografias serão produzidas “em casa” por cada participante, sem auxílio presencial da instrutora.

 

Danças Urbanas, com Jairo Hortêncio

25/26/27 de maio, das 16h às 18h

Descrição: a oficina vai abordar os passos iniciais das danças urbanas. Introdução teórica sobre a história, referências e influências, além de aulas práticas, além de aulas práticas.

 

Interpretação para Teatro, TV e Cinema, com Verônica Gomes

28/29/30 de maio, das 13h30 às 15h30

Descrição: Durante as aulas serão trabalhados os exercícios de expressões  poéticas e fragmentos de dramaturgias, buscando linhas de interpretação, desconstruindo formas e emergindo novas possibilidades de atuação, trabalhando a construção das personagens e as  pausas das emoções, numa linguagem para Teatro, TV e Cinema. Na Oficina, breves abordagens sobre: História do Teatro – Expressão Corporal – Estética da Voz – Técnicas de Interpretação.

 

Linguagem Audiovisual para Celular, com Andie Freitas

03/04/05 de junho, das 19h às 21h

Descrição: O principal objetivo desta oficina é fazer com que os participantes entendam a poderosa ferramenta que têm à disposição e oferecer meios para que possam utilizá-la da melhor maneira possível. Outro ponto importante é promover um melhor entendimento das práticas comuns dentro do audiovisual e sua aplicabilidade no contexto da produção a partir de celulares, bem como apresentar ideias de como esses conceitos clássicos podem ser subvertidos tendo em vista plataformas de divulgação baseadas na internet, sobretudo nas redes sociais.

 

Palestras

 

Fake News, Comunicação e Direitos Humanos, com Franciani Bernardes

25 de maio, das 19h às 20h

Descrição: A manipulação da informação prejudica o debate público em busca da verdade. A qualidade da informação e sua diversidade são fundamentais para a construção de uma sociedade mais democrática. Compreender a dinâmica da produção de notícias nos obriga a um exercício de reflexão sobre as condições de produção e distribuição da informação que circulam em nosso país e suas estruturas de poder.

 

Desenvolvimento de Projetos: o que um produtor ou um realizador deve observar para potencializar a viabilidade de seus projetos audiovisuais, com Paulo Boccato

29 de maio, das 19h às 20h

Descrição: o que um produtor ou um realizador deve observar para potencializar a viabilidade de seus projetos audiovisuais.

 

Microrregião Metropolitana: Vitória, Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana e Vila Velha 

Oficinas

Introdução ao Pensamento, Teoria de Montagem e Técnicas de Edição, com Carol Covre

31 de maio/ 1º/ 02 de junho, das 9h às 11h

Descrição: Breve história da montagem e da edição, do cinema ao vídeo digital. A

participação das mulheres na montagem. A função de montadores, editores e assistentes.

Ritmo, estilo e os padrões de representação através da montagem e edição. Montagem de obras de ficção, documentário e experimental. Os softwares, programas e aplicativos de edição. Exercícios práticos de montagem e edição.

 

Mediação de Leitura – Além das Palavras, Lilian Menenguci

25/26/27 de maio, 19h às 21h

Descrição: A oficina Mediação de Leitura é constituída de ações teóricas e vivenciais destinadas ao fomento do hábito da leitura em ambientes educacionais, nas bibliotecas (escolares, oficiais e comunitárias), em espaços públicos, culturais e mesmo nos lares. A proposta tem o objetivo de fortalecer atividades de estímulo à leitura e contribuir com a formação de mediadores de leitura. Tem como público-alvo professores, bibliotecários, educadores sociais, contadores de histórias, agentes de leitura entre outros atores educativos, culturais e sociais.

 

Palestras

Direito Autoral Música, Cinema e Teatro, com Filippo Pitanga

28 de maio, das 19h às 20h

Descrição: Num período de distanciamento social e de home office, em que muitos serviços não essenciais se tornaram predominantemente on-line, saiba como dar segurança ao seu trabalho nas artes e na cultura como ele merece, mesmo a distância e com ferramentas virtuais. Vamos valer nossos direitos e fazer cumprir a lei mesmo ante as atuais incertezas no setor. Saiba proteger a saúde da sua obra como um corpo saudável e que gera frutos na sociedade.

 

O Movimento Cineclubista Internacional e a Contribuição do Brasil, com Claudino de Jesus

1ª de junho, das 14h às 15h

Descrição: O Brasil sempre teve presença marcante na organização contemporânea da FICC, desde a retomada do movimento cineclubista nacional na década de 1970, tendo ocupado o Secretariado Latino-americano na década de 1980 e retornado à direção da entidade em 2006, ocupando a Vice-Presidência e depois a Presidência da entidade internacional. Estas representações significam a importância que tem o movimento brasileiro no cenário internacional. E particularmente o Espírito Santo é destaque nesta história. Conhecer a história é passaporte para a construção do futuro!

Financiamento: como encontrar alternativas de financiamento para seus projetos audiovisuais em um mercado em transformação, com Paulo Boccato

04 de junho, das 19h às 20h 

Descrição: como encontrar alternativas de financiamento para seus projetos audiovisuais em um mercado em transformação.

 

Distribuição: como proteger os direitos de seus projetos audiovisuais na negociação com distribuidores e potencializar as receitas, com Paulo Boccato

08 de junho, das 19h às 20h 

Descrição: como proteger os direitos de seus projetos audiovisuais na negociação com distribuidores e potencializar as receitas.

 

Selecionados 

Além das atividades de formação, faz parte da programação do Cultura em Toda Parte – Módulo Norte uma série de apresentações artísticas escolhidas por meio  da Chamada Pública Cultura em Toda Parte – Módulo Norte, por meio do Mapa Cultural ES. O resultado foi divulgado no dia 06 de maio e contemplou 58 atrações, em quatro categorias. Confira os selecionados: 

 

Categoria “A” – Grupos com até 3 membros, a Comissão de Avaliação selecionou 25 (vinte e cinco) projetos nesta categoria:

 

01) A SofistA – A SofistA – Conversações (Música – Vila Velha)

02) Akilla – Maiores Sucessos Akilla (Música – Vila Velha)

03) Anderson Paiva – Projeto Brasil Afro Mandingue (Música – Vila Velha)

04) Alex Emissário & Darua – Alex Emissário & Darua (Música – Vila Velha)

05) Capitão Morgan – Apresentação Banda Capitão Morgan (Música – Santa Teresa)

06) Coletivo Forseti – Dom Gatão e Dom Ratinho (Artes Cênicas – Cariacica)

07) Camila Honorio Alves – Poeme-se (Artes Cênicas – São Mateus)

08) Dan Abranches – Show Dan Abranches (Música – Vitória)

09) DJ Jone BL – DJ Jone BL (Música – Vitória)

10) Fepaschoal – Fepaschoal – “Sessões Monazitas ep. 02” (dupla) (Música – Vitória)

11) Fernanda Lima – Elas Em Seu Cantar (Música – Vitória)

12) Flores Nômades – Cia de Artes Cênicas – Flor de Cactus (Artes Cênicas – Vitória)

13) Gabriela Moriondo – Cyber (Artes Cênicas – Vitória)

14) Grupo Árvore – América 2 (Artes Cênicas – Vitória)

15) In Pares Cia De Dança – Inumeráveis (Dança – Vitória)

16) Jean e Paulinho – Jean e Paulinho Violão Capixaba (Música – Serra)

17) João Bernardo – João Bernardo Voz, Percussão e Violão (Música – Vila Velha)

18) Jrbocca – Reggae Violado (Música – Serra)

19) Lou – Tudo Melhor (Música – Serra)

20) Manfredo – Manfredo Live “Canções De Afeto” (Música – Vila Velha)

21) Marcelo Oliveira – Belas Artes – Projetos Culturais – Depois Do Caos A Gente Se Encontra (Performance – São Mateus)

22) Natiane Rodrigues De Oliveira Melo – Natiane E Sua Trupe (Circo – Vitória)

23) Pé Preto – Afros em Ação (Cultura Popular- Vila Velha)

24) Tria – Tria (Música – Vitória)

25) Vivian Cunha – Corpo Memória (Dança –Vitória)

 

  1. Categoria “B” – Grupos com 4 a 6 membros, a Comissão de Avaliação selecionou 15 (quinze) projetos nesta categoria:

 

01) Adikto e o Lado Esquerdo Da Força – Show – Adikto e o Lado Esquerdo Da Força (Música – Vitória)

02) AFCria – Consciência Elevada Ao Vivo (Música – Afonso Cláudio)

03) Bárbara Greco – Live de Lançamento do Álbum Atraverso (Música – Vitória)

04) Carlinhos Rocha – Carlinhos Rocha For Home (Música – São Mateus)

05) Circo Chayanne – Circo Chayanne (Levando Alegria) – (Circo – Vila Velha)

06) Claudio Marcio Gonçalves Pereira – Berimbau Chamou Você (Cultura Popular – Cariacica)

07) Emerson Xumbrega e Banda – Emerson Xumbrega e Banda (Música – Cariacica)

08) Encontro de Gerações do Choro Capixaba com Raimundo Machado e Convidados – Encontro de Gerações do Choro Capixaba (Música – Vitória)

09) Fio de Lira – Fio de Lira Apresenta “Cantadeiras” (Música – Vitória)

10) Grupo Estripolia – Estripolia em Casa (Artes Cênicas – Vila Velha)

11) Instituto Cultural Tambor De Raiz – Espetáculo Teatral Caburé (Artes Cênicas – Conceição da Barra)

12) Melanina MCs – “Juntas Respiramos” – Live Melanina MCs (Música – Vila Velha)

13) Raya – Sou Meu Primeiro Amor (Música – Vitória)

14) Roberta De Razão – Roberta De Razão (Música – Vila Velha)

15) Tunico Da Vila – Salve A Batucada, Salve O Samba Com Tunico Da Vila (Música – Vitória)

 

  1. Categoria “C” – Grupos com 7 a mais membros, a Comissão de Avaliação selecionou 5 (cinco) projetos nesta categoria:

 

01) Associação Sociedade Cultura e Arte Soca – Quando Acordar a Cidade (Artes Cênicas – Vila Velha)

02) Banda Afrozumba – Afrozumba Negras Memórias (Música – Nova Venécia)

03) Marcelo Ribeiro e Banda b – Live Marcelo Ribeiro e Banda b (Música –Vitória)

04) Monique Rocha – Sou Negra (Música – Vitória)

05) Up Pomerisch – Banda Up Pomerisch (Música – Vila Pavão)

 

  1. Categoria “D” – Contação de Histórias, a Comissão de Avaliação selecionou 13 (treze) projetos nesta categoria:

 

01) A Mala Produções – Conta Outra – Contos de Encantar (Contação de Histórias – Guarapari)

02) Ana Paiva – Dançando Histórias (Contação de Histórias – Vila Velha)

03) Ana Paula Damasio Martins Ferreira – Figurina Alfinetando Ideias (Contação de Histórias – Vila Velha)

04) Arte e Nós – A História do Macramê e os Seus Usos na Atualidade (Contação de Histórias – Vila Velha)

05) Arteiros – Histórias Musicadas (Contação de Histórias – Vila Velha)

06) Casal Galli – História Da Kizomba no Espírito Santo (Contação de Histórias – Vitória)

07) Cia Fantasia De Artes Cênicas – Criquinim e a Fincada do Mastro (Contação de Histórias – Santa Teresa)

08) Grupo Árvore – Azul (Contação de Histórias – Vitória)

09) Guilherme Irie – Percussão – Ritmos e Instrumentos (Contação de Histórias – Vila Velha)

10) Kika Amorim – “1,2,3: Era Uma Vez!” (Contação de Histórias – Serra)

11) Lilian Menenguci – Conta, Conta! (Contação de Histórias – Vitória)

12) Pedro Lodi – Pedro Lodi  (Contação de Histórias – Vila Velha)

13) Samir Lima – Cantando As Lendas Capixabas (Contação de Histórias – Vila Velha)

 

Cultura em Toda Parte – Módulo Norte

 

O Cultura em Toda Parte – Módulo Norte é resultado do Edital de Chamamento Público para Seleção de OSC para Realizar Gestão e Operacionalização do Projeto Cultura em Toda Parte Circulação e Difusão de Atividades Artísticas e Culturais no Estado do Espírito Santo, realizado pela Secretaria da Cultura (Secult) e pela Lei Aldir Blanc.

 

O Cultura em Toda Parte – Módulo Norte contempla as Regiões Norte e Metropolitana do Espírito Santo, com 65 espetáculos, cinco exposições convidadas, 18 oficinas e 12 palestras, totalizando 100 atrações. Todas as atividades são gratuitas e on-line. Os participantes das oficinas receberão um Kit do Projeto.

 

Os municípios de Afonso Cláudio, Conceição da Barra, Santa Teresa, Vila Pavão e Vitória, serão as sedes do festival. Cada cidade-sede recebe 14 atrações e 6 atividades formativas, além de uma exposição virtual convidada (com uma atividade voltada para arte-educação). As atividades formativas são voltadas para as juventudes das cidades-sedes e os municípios do entorno que compõem cada uma das Microrregiões participantes do Projeto.

 

De forma híbrida, o evento também irá alcançar outros 30 municípios do Estado. São eles: Água Doce do Norte, Águia Branca, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Brejetuba, Cariacica, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Ecoporanga, Fundão, Guarapari, Itaguaçu, Itarana, Jaguaré, Laranja da Terra, Mantenópolis, Marechal Floriano, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Serra, Venda Nova do Imigrante, Viana e Vila Velha.

 

O Módulo Norte integra o projeto Cultura em Toda Parte, que tem por objetivo fomentar a circulação e a difusão de atividades culturais no Estado do Espírito Santo, por meio de apresentações artísticas e atividades de formação cultural (oficinas e palestras) em formato on-line.

 

Com realização do Instituto Brasil de Cultura e Arte, o Cultura em Toda Parte – Módulo Norte conta com recursos da Lei Aldir Blanc, via Chamamento Público para Seleção de Organização da Sociedade Civil (OSC) para realizar Gestão e Operacionalização do Projeto “Cultura em Toda Parte” – Circulação e Difusão de Atividades Artísticas e Culturais no Estado do Espírito Santo, por intermédio da Secretaria da Cultura (Secult), direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.


Leia mais

Leia também