Programa Dinheiro Direto na Escola libera R$ 525 milhões para educação

A educação brasileira deverá receber um incentivo de R$ 525 milhões nos próximos meses. O valor já havia sido anunciado em setembro, mas agora foram definidas as regras de distribuição entre as várias regiões e tipos de ensino do país. 

As novas dez resoluções foram definidas pelo Conselho Deliberativo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação. 

As medidas definem as estratégias para contornar a evasão escolar, os critérios de transferência de recursos emergenciais, para uma eventual retomada das aulas presenciais durante a pandemia de coronavírus, o incentivo para acesso à educação de pessoas portadoras de necessidades especiais, e ainda o sistema integrado para estudantes de ensino médio entre outros. 

FNDE transfere mais R$ 72,6 mi para manutenção do transporte escolar em estados e municípios

MEC libera R$ 83,4 milhões para custeio de instituições federais de ensino

SE: Estudantes do estado terão aulas à distância por meio da Rádio Aperipê

Para o coordenador de pedagogia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Ítalo Francisco Curcio, as resoluções dão um norte para o investimento do dinheiro, mas dada a situação histórica da desigualdade educacional agravada pela pandemia, é sempre preciso buscar mais recursos. 

“Essa racionalização é muito importante e se faz com diretrizes. Agora, existe uma escassez de recursos? Existe, e sempre existirá porque a nossa educação carece de elementos primários que precisam ser aplicados”, explica.

Segundo o economista e gestor da Rio Claro Investimentos, Carlos Faria, é evidente que os recursos deverão ser diferentes para cada programa, estado ou escola.

“Para que tenhamos um ambiente propício para esses investimentos é necessário que o governo consiga entender muito bem quais são as necessidades de cada escola e de cada estado. O governo não pode simplesmente destinar o mesmo montante a todos os estados. Existem locais que tem uma infraestrutura precária em algumas escolas. Esses estados são mais críticos, ainda mais nesse cenário de retorno às aulas durante a pandemia”, avaliou.

O Ministério da Educação ainda irá publicar uma nota técnica com a memória de cálculo dos valores destinados à cada escola. O FNDE divulgará a relação das instituições que receberão os recursos e seus respectivos valores logo que ocorrer a efetivação do repasse.
 

Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Leia mais

Brasil trabalha no desenvolvimento de teste para detectar coronavírus em um minuto

Ministro Marcos Pontes acompanha trabalho dos cientistas no INTC TeraNano, em Uberlândia (MG). Instituto é responsável pela técnica...

Aguadocense Anthony, de apenas 11 anos, se destaca no ES1 da TV GAZETA

O aguadocense Anthony Vieira, de apenas 11 anos, ganhou destaque no município de Água Doce do Norte, após aparecer no programa ES1 da TV...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Nordeste terá tempo firme em boa arte da região, nesta quinta (5)

A previsão do tempo para esta quinta-feira (5) no Nordeste brasileiro é de tempo instável no interior da região. Isso se dá por causa...

Leia também

Rio de Janeiro: cerca de 64% de consumidores temem perder os empregos nos próximos três meses

Novo levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises do Rio de Janeiro mostra aumento no percentual de cidadãos que estão, de alguma forma,...

Polícia identifica suspeitos de matar menina de 2 anos e mulher no ES

Heloísa Dias Nascimento, de 2 anos, morreu após ser baleada — Foto: Reprodução/TV Gazeta A Polícia Civil identificou dois suspeitos das mortes da menina Heloísa Dias...

Enivaldo ameaça rescindir contrato de clinica contratada pela prefeitura

Em meio ao crescimento do número de pessoas...

Vila Pavão: Bolinha anuncia os primeiros secretários municipais

Wantuil Schraiber, o Tuíla (PROS), assumirá a secretaria de Esportes e Lazer e Valdecir Berger a secretaria de Finanças e Orçamento O prefeito eleito de...