Programa de Qualificação para Exportação potencializa atividade cafeeira

Foto: Divulgação/Aurea Cafés

Até mesmo as empresas que já têm experiência com as operações internacionais e mantêm relações comerciais com outros países procuram o Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX-ES) no Espírito Santo para potencializar as suas atividades. Este é o caso da Áurea Cafés, localizada no interior do município de Castelo, que exporta para o Chile, Escócia e Austrália.

O PEIEX-ES oferece capacitação para as empresas capixabas iniciarem o processo de exportação no mercado internacional. A iniciativa é da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com a Secretaria de Inovação e Desenvolvimento (Sectides) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes).

No Sítio Floresta, os grãos da Áurea Cafés são produzidos desde 1880, uma tradição que já perpassa por quatro gerações e começou com a chegada de imigrantes italianos para implantar a cultura do café no Espírito Santo. Os proprietários Jaqueline Rocha de Giori e Eduardo Vetorazzi Tozi continuam a trilhar os caminhos para o desenvolvimento da cafeicultura na região.

Para a administradora Jaqueline de Giori, a qualificação proporcionada pelo PEIEX-ES foi uma oportunidade para a empresa alcançar novas parcerias e clientes. “A qualidade do nosso café já chamava atenção de consumidores no comércio externo e possibilitou que iniciássemos as exportações dos grãos, mas o que realmente estava faltando era um preparo mais específico para alcançar um público maior. As medidas sugeridas pelos técnicos do programa foram extremamente importantes, recebemos orientações de pesquisa de mercado, capacitações de introdução à exportação, marketing e logística, e estamos repaginando o nosso site e redes sociais”, disse.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, avalia como necessário que os empresários olhem o mercado internacional como um aliado na ampliação dos negócios.

“O PEIEX-ES oferece apoio técnico nas estratégias de marketing e com informações sobre as operações de logística, a fim de preparar os empresários com conteúdo pertinente. Vale destacar que no Espírito Santo, a cafeicultura é a principal e mais tradicional atividade agrícola desenvolvida na maioria dos municípios. Além de ser o 2° maior produtor brasileiro de café, o Estado se destaca na exportação do produto. Os dados da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia, confirmam que em julho as exportações de café no Estado representaram 5,09% e totalizaram R$ 45,90 milhões”, ressaltou o secretário Tyago Hoffmann.

De acordo com o responsável pela produção dos grãos de café no Sítio Floresta, Eduardo Vetorazzi, a propriedade tem 40% da Mata Atlântica totalmente preservada. “Além da preservação das florestas, nós cuidamos para que o processo produtivo seja sustentável, o que se faz especialmente com reaproveitamento da água utilizada no beneficiamento dos grãos, destinados para irrigação da lavoura, e reaproveitamento dos resíduos dos cafés, que são utilizados como adubos”, afirmou Vetorazzi.

Já o coordenador e subsecretário de Estado de Atração de Investimentos e Negócios Internacionais, Gabriel Feitosa, comenta que cerca de 175 empreendimentos já receberam o Plano de Exportação e são considerados certificados pelo PEIEX-ES. “Estamos caminhando para o encerramento do programa em outubro deste ano e a minha expectativa é de que superaremos a meta inicial de 200 empresas. Este programa é um importante instrumento para a diversificação da pauta exportadora, para a desmistificação do comércio exterior e para a inserção de produtos capixabas no mercado internacional”, esclareceu Feitosa.

A Áurea Cafés é reconhecida por alguns prêmios, entre eles: finalista no prêmio da “Qualidade do Café das Montanhas do Espírito Santo 2004” pela Real Café e Ueshima Coffee Co (UCC). Também recebeu outros prêmios pela Associação Brasileira de Cafés Especiais, como o 4° lugar no concurso “Cup of Excellence Brazil 2020”; finalista no concurso “Micro-region Showcase Caparaó 2019”; finalista no 1° Destaque Brasil 2018; e finalista no 16° concurso “Cup of Excellence 2015”.

As técnicas Isabela Spadetti e Mirella Fávero fazem parte do Núcleo Operacional do PEIEX-ES e são as responsáveis pelo atendimento à empresa. Para Isabela Spadetti, a Áurea Cafés é considerada um caso de sucesso. “Os empresários apresentaram muito interesse e atenção durante o treinamento. O Plano de Exportação foi construído a partir de uma análise do mercado americano, inclusive, eles fizeram uma viagem aos Estados Unidos para conhecer melhor as cafeterias e ver de perto como o produto deles pode se enquadrar no local”.

Sobre o PEIEX

O PEIEX é oferecido pela Apex-Brasil para as empresas brasileiras iniciarem o processo de exportação de forma planejada e segura. As empresas que nunca exportaram têm várias dúvidas em relação à comercialização internacional e o PEIEX ajuda a eliminar as principais incertezas. O Programa é implementado em todas regiões do país, por meio de parcerias da Apex-Brasil com instituições locais de ensino e pesquisa, como Universidades, Parques Tecnológicos ou Fundações de Amparo à Pesquisa, além de Federações de Indústria.

Sobre a Apex-Brasil

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência apoia mais de 15.000 empresas em 57 setores da economia brasileira, que por sua vez exportam para mais de 200 mercados. A Apex-Brasil também atua de forma coordenada com atores públicos e privados na atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o Brasil, com foco em setores estratégicos para o desenvolvimento da competitividade das empresas brasileiras e do País.

Serviço:

Núcleo Operacional do PEIEX-ES
(27) 3636-9717
peiex@peiex.es.gov.br