Profissionais de saúde dos Hospitais Infantil de Vila Velha e de Urgência e Emergência são imunizados contra a gripe

Nesta semana, colaboradores dos hospitais Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória, e Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, estão sendo vacinados contra a gripe. Os trabalhadores da saúde fazem parte do grupo prioritário para imunização, por recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O principal objetivo da campanha é prevenir o adoecimento dos profissionais pelo vírus Influenza, o que facilita e acelera, se ocorrer, o diagnóstico da síndrome respiratória Covid-19. Além disso, o profissional imunizado adoece menos e não fica afastado dos seus postos de trabalho.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina contra influenza não tem eficácia contra o novo Coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico de outras síndromes respiratórias. Isso pode facilitar a identificação de casos de Covid-19, uma vez que os sintomas são parecidos. Além disso, uma pessoa gripada fica com a imunidade mais baixa e, portanto, mais suscetível às infecções pelo novo coronavírus.

A vacina é constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contêm vírus vivos e não causam a doença. No entanto, eventos adversos pós-vacinação (EAPV) podem ocorrer, como dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção (em 15% a 20% dos vacinados apresentam esses sintomas); além de febre, mal-estar e mialgia que podem começar de 6 a 12 horas após a vacinação e persistir por um a dois dias (menos de 10%).

De acordo com a enfermeira coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Imunização do Himaba, Joszilene Teodoro de Jesus, a expectativa é que sejam vacinados em torno de 1.100 colaboradores até o término da Campanha, em maio.

“Essa vacina é importante porque diminui o afastamento dos profissionais nos postos de trabalho, tendo em vista a eficácia da mesma contra o vírus Influenza. Neste momento delicado de enfrentamento ao Covid-19, ter uma equipe completa é indispensável para o atendimento à população”, explicou.

Além do Himaba, o Heue também promoveu, internamente, a vacinação para os colaboradores da instituição. As doses da vacina foram disponibilizadas pela Secretaria Municipal da Saúde de Vitória.

A campanha de vacinação também é um cumprimento à Norma Regulamentadora (NR) de número 32, do Ministério do Trabalho, que aborda a Segurança e Saúde no Trabalho em Serviço de Saúde.

“Diante do cenário atual que o mundo vem atravessando por conta do aumento dos casos de Covid-19, consideramos indispensável promover ações de saúde e segurança para os nossos profissionais, para que eles estejam bem e continuem prestando assistência para os pacientes que buscam atendimento no nosso hospital”, explicou Paulo Czrnhak, diretor hospitalar do HEUE.

 

Como prevenir a influenza

A transmissão ocorre principalmente pelo contato com partículas eliminadas por pessoas infectadas ou pelas mãos e objetos contaminados por secreções. A influenza sazonal inicia-se, em geral, com febre alta seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.

Os sintomas respiratórios como a tosse tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral de três a cinco dias após o desaparecimento da febre. Alguns casos apresentam complicações graves, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar. Devido aos sintomas em comum, pode ser confundida com outras viroses respiratórias causadoras de resfriado.

Para evitar a contaminação, recomenda-se adotar medidas gerais de proteção, como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em cobrir a boca ao tossir ou espirrar. Isso impede a transmissão do vírus.

Outra dica importante é não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

A vacina contra a Influenza é a medida de prevenção mais importante para proteger contra a doença, além de contribuir na redução da circulação viral. Vale ressaltar que as pessoas do público-alvo que apresentarem qualquer sintoma respiratório não devem buscar a imunização neste momento, devendo ficar em casa, em isolamento, até os sintomas desaparecerem.

 

Leia mais

O TEMPO E A TEMPERATURA: Centro-Oeste do país tem tempo aberto e baixa umidade do ar, neste sábado (18)

O tempo quente e seco predomina na região Centro-Oeste do país, neste sábado (18), em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito...

Pesquisador do Incaper mostra resultados de projeto de saúde na região do extremo norte capixaba

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) é o órgão executor do...

Em Mantenópolis, a população está em quarentena para evitar contrair o coronavírus

Estação rodoviária Em Mantenópolis, a terça feira, 24 de...

Governo Federal já zerou tarifa de importação de 394 produtos durante pandemia

Foto: Javier Matheu/Unsplash O Governo Federal zerou o Imposto de Importação de mais 81 produtos utilizados no combate à...

Leia também