Profissionais da educação começam a ser vacinados contra Covid-19 no Espírito Santo

Teve início na manhã desta quinta-feira (15) a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da área da educação que atuam no Espírito Santo.

O ato simbólico contou com a aplicação da primeira dose em seis professores.

De acordo com o governador Renato Casagrande (PSB), que comandou a cerimônia no Palácio Anchieta, em Vitória, as doses para este grupo virão da reserva técnica de vacinas, a mesma utilizada para vacinar os profissionais das forças de segurança.

“Não temos vacina para todo mundo, pois a quantidade ainda não é o que gostaríamos. Mas é muito importante dar início a esse novo grupo de profissionais. Queremos mais vacinas para atender mais profissionais, mas quem encaminha é o Ministério da Saúde e há uma ordem estipulada pelo plano nacional de imunização”, explicou Casagrande.

O governador contou que as vacinas são distribuídas imediatamente e que o estado faz uma aplicação rápida dos quantitativos que lhe são disponibilizados.

“Enquanto não tem vacina pra todo mundo, é preciso ter disciplina para usar máscara e fazer distanciamento”, completou.

Somente os professores são 42 mil profissionais no Espírito Santo. A primeira dose foi aplicada na professora de língua portuguesa Débora Cristina Marques de Moraes, de 50 anos, que atua na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Elza Lemos Andreatta, localizada na Ilha das Caeiras, Vitória.

Efetivamente, a imunização terá início somente na próxima semana, a partir da reserva técnica do lote de doses que o estado receberá até amanhã, o que representa cerca de 5 mil doses. Os primeiros da lista serão os profissionais da faixa etária de 50 a 59 anos, seguindo em ordem até os mais novos.

Dentro dessa faixa etária, inicia-se com os trabalhadores da educação básica, ensino fundamental, ensino médio e ensino superior.

Durante a cerimônia, foram vacinados seis professores, mas também estão incluídos na lista demais profissionais que formam a rede de educação. Foram vacinados professores das redes municipal, estadual e privada. O ensino superior também foi representado por professores das redes privada e pública.

O secretário estadual de Educação, Vitor de Angelo, que também é professor, disse que foi um momento de grande emoção.

“A vacina representa se não o fim da pandemia, mas pelo menos um ciclo que aponta para o fim. Para nós é uma alegria muito grande saber que profissionais de educação estão aqui para representar essa caminhada de superação que o Brasil e o mundo vivem em razão da pandemia”, pontuou.

A lista com o nome dos profissionais, o local e o horário onde ocorrerão as aplicações da vacina contra Covid-19 serão confeccionados por um comitê interinstitucional, que será coordenado pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu), mas contará com a presença da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Sindicato das Instituições de Educação Particulares (Sinep), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). O trabalho será auditado e acompanhado pela Secretaria de Controle e Transparência (Secont).

Os trabalhadores da educação não precisão de agendamento, apenas serão orientados por esse comitê, atrás de cada município. O secretário de Saúde, Nésio Fernandes, participou do ato simbólico e reforçou que nenhum outro grupo alvo da vacinação será prejudicado.

Primeira professora a receber a vacina contra Covid-19 no ES — Foto: Divulgação/Governo do ES

Primeira professora a receber a vacina contra Covid-19 no ES — Foto: Divulgação/Governo do ES

Leia mais

Leia também