Profissionais da educação começam a ser vacinados contra a Covid-19 no Espírito Santo

Começa nesta segunda-feira (26) a vacinação em massa dos profissionais da educação do Espírito Santo contra a Covid-19. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 4.813 doses da vacina estão sendo disponibilizadas para a categoria e foram distribuídas entre os municípios.

Os profissionais da educação não precisarão agendar a vacinação, já que o governo estadual divulgou uma lista com o nome daqueles que já serão imunizados e encaminhou para as prefeituras. Na listagem, é possível conferir a data, o local e o horário da vacinação de cada um.

Veja aqui a lista completa

O ato simbólico, que marcou o início da vacinação da categoria no estado, ocorreu no dia 15 deste mês.

Agora, de acordo com a Secretaria de Estado da Educação (Sedu), a vacinação dos profissionais seguirá a ordem de prioridade estabelecida plano estadual de imunização.

Um comitê interinstitucional, composto por representantes da Sedu, da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), do Instituto Federal de Educação do Espírito Santo (Ifes), da União Nacional dos Secretários Municipais de Educação (Undime/ES), e do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe) foi criado para operacionalizar a ação.

Um dos critérios para o estabelecimento da ordem de vacinação é a faixa etária. Por isso, o primeiro grupo a ser vacinado é o de professores na faixa etária entre 50 e 59 anos das redes municipal, estadual e particular.

Inicialmente, serão vacinados professores e auxiliares que atuam em salas de aula de creches, com crianças de zero a três anos de idade, pré-escola, ensino fundamental I e II e ensino médio e técnico.

Posteriormente, outros profissionais da educação também serão vacinados, seguindo a ordem por idades.

Primeira professora a receber a vacina contra Covid-19 no ES em ato simbólico que ocorreu em 15 de abril — Foto: Hélio Filho/Governo do ES

Primeira professora a receber a vacina contra Covid-19 no ES em ato simbólico que ocorreu em 15 de abril — Foto: Hélio Filho/Governo do ES

Leia mais

Leia também