Produção industrial cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro, pelo IBGE

Produção industrial cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média nacional teve crescimento de 1,2%, no setor. Oito regiões superaram a média nacional: Bahia (4,9%), Rio Grande do Sul (3,8%) Amazonas (3,4%), Região Nordeste (2,9%), Santa Catarina (2,8%), Ceará (1,7%), Rio de Janeiro (1,6%) e São Paulo (1,5%). Paraná e Minas Gerais também tiveram resultados positivos, de 1,2% e 0,6%, respectivamente. No entanto, algumas localidades apresentaram queda, segundo a Pesquisa Industrial Mensal: Pará (-5,3%), Mato Grosso (-4,3%), Pernambuco (-1,0%), Espírito Santo (-0,9%) e Goiás (-0,9%).

Confiança dos empresários da Indústria diminui em janeiro

Laboratório do Instituto Senai de Tecnologia, em Goiás, reforça combate à pandemia da Covid-19

Segundo o levantamento, São Paulo exerceu a maior influência no resultado da indústria nacional. Entre maio e setembro, o estado acumulou alta de 47%. O resultado positivo se dá pelos setores de veículos e de máquinas e equipamentos. A sétima alta consecutiva no Rio Grande do Sul também contribuiu com a média nacional. O estado acumula alta de 67% na produção industrial entre maio e novembro, devido à boa participação do setor de couro, artigos de viagens e calçados.

O gerente da pesquisa Bernardo Almeida destaca que o resultado em 2020 é menor, na comparação com 2019, devido à pandemia da Covid-19. No entanto, o cenário de incerteza já marcava o ritmo de produção antes da pandemia.

Indústria - Foto: Agência Brasil

Leia mais

Leia também