Procon-ES atua no aumento injustificado nos preços dos combustíveis do Estado

Compartilhe

O Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES) enviou uma notificação ao Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Espírito Santo (Sindipostos-ES), na tarde desta sexta-feira (11), requerendo que os postos informem, comprovem e justifiquem documentalmente o preço de venda da gasolina comum e aditivada e do diesel, praticado nos dias 10 e 11 de março.

A determinação é de que os dados da justificativa dos preços sejam entregues acompanhados das notas fiscais de compra e venda. Também será realizado um trabalho fiscalizatório nos postos, por meio da coleta de preços, notas fiscais de compra e venda e verificação de estoque, com o objetivo de apurar possíveis inconformidades.

O diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, ressaltou que é importante que o consumidor seja aliado nesse trabalho fiscalizatório, denunciando os postos que tenham elevado o preço do combustível antes do recebimento da nova remessa com o preço reajustado pela distribuidora.

“O consumidor deverá informar o nome e o endereço do posto, além de encaminhar uma foto com o preço elevado. As denúncias podem ser enviadas para o WhatsApp (27) 3323-6237”, acrescentou Athayde.

Preço nas bombas

O aumento foi constatado pelos consumidores, logo após a Petrobras anunciar ajuste nos seus preços de venda às distribuidoras, sendo de 18,8% por litro da gasolina e 24,9% por litro do diesel, provocando grandes filas para abastecimento nos postos do Estado.

“O anúncio do reajuste resultou em grandes filas para abastecimento, pois os consumidores pretendiam encher o tanque antes do aumento nas bombas. No entanto, foram surpreendidos pelo valor reajustado, antes mesmo da aquisição de novos insumos feitos pelos postos, junto às revendedoras, com o novo preço de venda, o que justificaria o repasse do aumento por eles praticado junto ao consumidor final”, pontuou Athayde.

“Há uma série de variáveis que determinam o valor final dos preços dos combustíveis nas bombas, como, por exemplo, o custo inicial do produto em si, somado aos impostos, mais os lucros de distribuidores, revendedores, postos e o transporte do combustível, que varia nas cidades”, esclareceu o diretor-presidente do Procon-ES sobre a composição de preços dos combustíveis.

 

Leia também

Rota do Cordeiro promove o desenvolvimento de 225 municípios

As criações de cabras, carneiros e ovelhas são responsáveis por uma parte considerável da economia de estados do...

ES: família de perito aposentado que desapareceu faz campanha para encontrá-lo: ‘qualquer informação é importante’

    Celso Marvila, de 64 anos, está desaparecido. Carro dele foi encontrado incendiado A família de Celso Marvila Lima quebrou...

Aprendizes de marinheiro terão acesso aos conteúdos do Programa Educação Empreendedora do Sebrae

  O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae/ES) realizou na última quarta-feira (10)...

Defesa Civil de Jaguaré emite alerta para período de estiagem

  O inverno este ano tem sido marcado por um período de estiagem e seca no norte do Espírito...

DOR NO PUNHO: O que pode ser?

Você conhece alguém que teve dor no punho também conhecido como “abriu o pulso”? O que pode causar...

Mandioca de 9 kg é colhida em quintal de casa no Espírito Santo

    Mandioca de 9 kg é colhida no ES Uma mandioca de cerca de 9 kg foi colhida em uma...

Prefeitura entrega reforma do Posto de Saúde do Córrego do Itá/Passabem nesta sexta, 12

Foi entregue na manhã desta sexta-feira, 12, o novo Posto de Saúde Adalberto Oscar Kaiser, no córrego do...

Torcida esgota ingressos para jogo entre Nova Venécia e Portuguesa (RJ)

  Apoio não vai faltar! A torcida do Nova Venécia esgotou, em pouco mais de 24 horas, toda a...