Procon divulga ranking de empresas mais reclamadas no Espírito Santo em 2020

 

O Procon do Espírito Santo divulgou nesta segunda-feira (15), Dia do Consumidor, o Cadastro de Reclamações Fundamentadas 2020.

As reclamações registradas no documento correspondem a processos administrativos analisados e concluídos pelo Procon-ES no período de janeiro a dezembro de 2020, e que apresentam algum indicativo de lesão ou ameaça aos direitos dos consumidores. A lista está disponível na internet.

Segundo o Procon-ES, as principais queixas que envolvem os fornecedores líderes do cadastro são cobrança indevida, produto ou serviço com vício de qualidade, não entrega ou demora na entrega do produto e alteração unilateral e descumprimento de contrato.

De todos os atendimentos registrados pelos Procons, uma parcela é tratada por meio de processos administrativos. Procedimento adotado quando não se obtém êxito em uma tentativa preliminar de solução da demanda ou quando há prática reincidente de algum fornecedor em determinado problema.

O diretor-presidente do Procon-ES, Rogério Athayde, ressaltou que o cadastro é um instrumento de orientação no mercado de consumo. Ele serve de parâmetro para o consumidor avaliar o índice de reclamação e resolutividade das empresas e escolher com quem contratar.

“A inclusão do nome na lista de fornecedores não configura uma sanção. O cadastro tem caráter educativo e preventivo. O objetivo é informar à sociedade qual a situação dos fornecedores nos órgãos de defesa do consumidor, assim como a postura adotada por eles perante às reclamações”, destacou Athayde.

O diretor-presidente acrescentou ainda que “é importante que os consumidores adquiram o hábito de consultar a lista e contratar com empresas que respeitam os seus direitos”, disse.

 

Leia mais

Leia também