Presidente do Senado elogia comitê contra Covid-19 e cobra mudanças na política externa

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, elogiou a criação do comitê nacional criado para enfrentar a crise da Covid-19. Nas palavras do senador, essa “é uma iniciativa que vem para somar, em um esforço conjunto entre várias lideranças políticas na busca de uma resposta para a população”. A afirmação foi feita antes do início da sessão do Congresso Nacional, nessa quinta-feira (25).

“Carne bovina deve ter redução do preço em abril”, afirma Ricardo Nissen, assessor técnico da CNA

“Melhor forma de erradicar a miséria é dar dinheiro para o pobre”, diz Guedes no Senado

Para o presidente do Senado, o comitê surge em um momento crítico, depois de um ano de pandemia. Segundo Pacheco, a falta de insumos, de vacinas e de leitos mostra a crise que o Brasil está atravessando e manifestou solidariedade às famílias de quem morreu por conta da Covid-19.

O senador também voltou a cobrar mudanças na política externa do país, como forma de facilitar a aquisição de vacinas. Ele lembrou que a sessão especial realizada na última quarta-feira (24) com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi um alerta para o governo federal. Para ele, um dos erros do governo durante a pandemia foi a falta de negociação no ambiente externo, mas ainda há tempo para mudanças.

Foto: Pedro França/Agência Senado

Leia mais

Leia também