Presença de estudantes em salas de aula será obrigatória, anuncia governador do Espírito Santo

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou nesta sexta-feira (16) que as escolas da rede estadual de ensino vão passar a exigir a frequência obrigatória dos estudantes.

A medida começa a valer a partir do dia 26 de julho. O revezamento de estudantes também terá alteração. Ao invés de uma semana de aula presencial para cada grupo, os alunos irão de forma presencial dia sim, dia não.

A regra vale somente para as escolas da rede estadual. No entanto, o governador ressaltou que vai orientar os prefeitos para que as aulas retornem de forma presencial e com a obrigatoriedade da presença nas escolas municipais.

O anúncio foi feito durante a apresentação do Mapa de Risco de Covid-19 para o Espírito Santo. Na atualização, que começa a valer na próxima segunda-feira (19), seis municípios estão em risco moderado e 72 estão em risco baixo. O estado não tem cidades em risco alto e extremo.

Mapa de Risco do Espírito Santo tem 72 municípios em risco baixo — Foto: Divulgação/ Governo do ES

Mapa de Risco do Espírito Santo tem 72 municípios em risco baixo — Foto: Divulgação/ Governo do ES

Além das mudanças no funcionamento das escolas, Casagrande ainda informou que a partir de agosto os eventos sociais – como casamento e aniversários – que atualmente podem acontecer com, no máximo, 300 pessoas, não terão mais a limitação.

Para isso, o governador informou que os organizadores que fizerem festas com um público maior que o atual permitido deverão fazer uma lista dos convidados.

Essa lista deve constar se a pessoa já foi vacinada. E, caso ainda não tenha recebido nenhuma dose de imunizantes contra Covid-19, o convidado deverá apresentar um exame negativo para o coronavírus feito até 48 horas antes do evento.


Leia mais

Leia também