Prefeitura de Vitória decide retornar com aulas presenciais na próxima segunda-feira

O prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, anunciou retorno das aulas presenciais na rede municipal da Capital para a próxima segunda-feira (10). A informação foi divulgada em um vídeo compartilhado nas redes sociais do prefeito na tarde desta terça-feira (04).

O anúncio foi feito após uma reunião entre Pazolini, representantes da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Espírito Santo (Sinepe) e o pediatra e integrante da Sociedade Brasileira de Pediatria, Rodrigo Aboudib.

“Com muita responsabilidade e serenidade, o município vem debatendo a necessidade do retorno às aulas. Tivemos intensos debates ouvindo, dialogando e interagindo. É chegado o momento do retorno. Estamos perdendo toda uma geração, não dá mais para aceitar essa condição. Temos de respeitar a ciência, ouvir os especialistas, mas também os pais, mães aflitos que estão em suas residências”, disse o prefeito.

Pazolini garantiu que 43.618 alunos da rede municipal serão recebidos de forma segura, atendendo às normas sanitárias.

A notícia de retorno às aulas presenciais em Vitória vai de encontro à determinação do Governo do Estado que, de acordo com o seu Mapa de Risco, suspende atividades nas escolas em municípios classificados como risco alto para transmissão do novo coronavírus. Uma nova classificação será definida e divulgada nesta sexta-feira (07) e o governo já havia sinalizado que pode haver mudanças no que se refere à suspensão das aulas nessas cidades. Atualmente, em risco alto, só é permitido atendimento individual pelos professores nas escolas, com agendamento prévio.

A reportagem procurou a Prefeitura de Vitória para saber se a decisão de retomada das aulas tem amparo legal, mas até o momento a administração não se posicionou. Quando houver resposta, a matéria será atualizada.

O governo do Estado também foi procurado para saber se tomará alguma medida legal já que não há autorização para retorno das atividades escolares presencialmente. A assessoria do governador Renato Casagrande respondeu que quem se manifestaria sobre o assunto seria a Secretaria de Estado da Educação (Sedu).

Já a Sedu respondeu que se pauta na classificação do Mapa de Risco para determinar suspensão ou retorno de aulas presencias e não informou se irá tomar alguma medida legal contra a Prefeitura de Vitória.

Sinepe

O Sindicato da Empresas Particulares de Ensino (Sinepe-ES) disse que aguarda autorização do Governo do Estado para que as escolas particulares possam retornar com as aulas presenciais. A presença do presidente do Sinepe na reunião com o prefeito aconteceu porque foram discutidas questões relacionadas à Educação na pandemia, segundo o sindicato.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Leia também