Prefeitura de Boa Esperança trabalha para cumprir o Piso Nacional do Magistério

Na manhã desta terça-feira (01), o prefeito interino de Boa Esperança, Renato Barros, após realizar análises pedagógicas, legais e financeiras, encaminhou à Câmara de Municipal, o Projeto de Lei que altera o Anexo V, da Lei nº 1.690, de 02 de maio de 2019, autorizando, assim, que município cumpra, com efeitos retroativos a 01 de janeiro de 2021, o Piso Nacional do Magistério, que tem previsão na Lei nº 11.738/2008.

Na justificativa do Projeto de Lei, o prefeito enfatiza que tem orgulho e satisfação pela oportunidade de valorizar o trabalho dos profissionais do magistério municipal. “Mesmo em meio à crise econômica financeira e sanitária que impactou diretamente no município, estimar esta classe de servidores é muito importante para a educação das nossas crianças e adolescentes”, disse.

Para o secretário de Educação, Roberto Telau, a valorização dos educadores municipais está diretamente relacionada ao cumprimento dos objetivos fundamentais do Estado. “A educação é um caminho certeiro para a construção de uma sociedade justa, solidária e livre. Por meio da educação, tantos outros setores progridem. Com uma educação de qualidade, a erradicação da pobreza e da marginalidade e redução das desigualdades sociais deixa de ser apenas uma ideia e pode vir a se tornar uma realidade”, falou.

O Projeto de Lei foi protocolado nesta terça na Câmara e aguarda análise e votação do Poder Legislativo para, posteriormente, ser sancionado.


Leia mais

Leia também