Prefeito capixaba vai sortear leitoa, cabrito e bezerro para quem usar máscara

Na expectativa de reverter o quadro dramático de casos de Covid em Barra de São Francisco, que já matou 118 pessoas e tem 567 casos ativos da doença, o prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD) anunciou que vai premiar quem utilizar máscaras de proteção. O assunto é destaque neste domingo na coluna Leonel Ximenes, do portal Gazeta Online, que registra também as últimas medidas do chefe do Executivo contra quem insistir em não utilizar os equipamentos de proteção.

Enivaldo dos Anjos prometeu que, dentre outras ações para estimular o uso da máscara de proteção, vai sortear, diariamente, leitoas, cabritos e bezerros e explicou porque tomou essa decisão.
“A maior dificuldade que temos enfrentado é que, apesar do recorde de mortes e de a cada dia aumentar mais a quantidade de gente doente, nada parece amedrontar as pessoas.

Nas ruas, de 40% a 50% delas estão sem máscaras”, lamenta o prefeito. “Então, resolvi adotar essa estratégia como a última tentativa de conter a propagação do vírus, que já está atingindo até as crianças.”

A ação para incentivar o uso de máscara de proteção começa nesta segunda-feira (5), mas o prefeito já adiantou que vai manter o decreto municipal que restringe o funcionamento das atividades econômicas e estabelece toque de recolher das 20h de um dia às 6h da manhã do dia seguinte, até que seja feita uma nova avaliação da situação de risco na cidade, que teve mais de 600% de aumento no número de mortos em março em relação a fevereiro.

CUPONS

Dois dias serão de planejamento e, a partir de quarta-feira, equipes da prefeitura vão montar postos em pontos estratégicos da cidade e todas as pessoas que estiverem usando máscara vão poder preencher um cupom para participar de sorteios de cestas básicas e outros prêmios no final de cada dia. Os sorteios serão transmitidos pelas redes sociais para que possam ser acompanhados sem aglomeração.
“Alguns desses prêmios nós vamos comprar, mas outros vamos recolher junto a comerciantes e produtores rurais da cidade.

Queremos diversificar a premiação, mas sempre teremos cestas básicas, porque as pessoas estão tendo dificuldades até para se alimentar nesse período. Já estamos pedindo [doações] aos produtores e vamos sortear também leitoas, cabritos e bezerros”, disse Enivaldo.

O prefeito não vai alterar as regras atualizadas do decreto municipal que mantém o funcionamento apenas de supermercados, farmácias, oficinas mecânicas e algumas outras poucas atividades e o toque de recolher, proibindo circulação à noite.

No sábado de Aleluia, o comportamento dos proprietários de uma loja de chocolates irritou o chefe do Executivo, que determinou que ela fosse multada por desrespeitar o decreto municipal. “Chocolate pode-se comer o ano inteiro. Esse tipo de comércio não é essencial”, disse o prefeito. A loja fez atendimento presencial, o que está proibido no município, e provocou filas de clientes no meio da rua. “Podiam ter feito entrega domiciliar”, arrematou o prefeito.

Apesar da premiação de quem for encontrado usando máscara, o prefeito decidiu neste sábado engrossar o caldo com quem desobedecer as regras de prevenção à Covid e anunciou que vai mandar suspender o bolsa família de quem andar sem máscara e cassar alvarás de taxistas e mototaxistas que forem flagrados trabalhando sem o equipamento. Ele até trocou o secretário de Fazenda, nomeando o servidor aposentado Milton Mendonça em lugar de Clemilda Satil. Mendonça já comandou a pasta na gestão passada e chega com a determinação de apertar a fiscalização do cumprimento de medidas de restrição no município.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) atualizou os números e apontou que em março 43 pessoas morreram na cidade, enquanto apenas sete óbitos foram registrados em fevereiro. O Painel Covid-19 (Sesa) da Sexta-Feira da Paixão registrou apenas um óbito em abril, mas pelo menos mais quatro pessoas morreram. Segundo as autoridades municipais de Saúde, essas mortes podem ter sido lançadas para outras cidades, de onde podem ter vindo as vítimas.

TRÉGUA

Pela primeira vez nos últimos 30 dias, o município não registrou mortes por Covid neste Sábado de Aleluia. Apesar de o número de mortes oficial ser de 113 pessoas, os registros locais dão conta de 118 óbitos, que não foram computados porque são pessoas de cidades vizinhas.

Dentre as possíveis vítimas estaria uma criança de 11 meses, do distrito de Vargem Alegre, segundo as autoridades de saúde tomaram conhecimento, por meio de um áudio que circulou pela cidade. No áudio enviado por um enfermeiro com orientações à família para ficar em casa, é informado que “acabou de morrer uma criancinha que foi transferida e não aguentou chegar a Colatina, e ontem morreu uma menina de 18 anos”.

Parte da família da criança também diz que foi Covid, mas a informação não foi confirmada pelo secretário Gustavo Lacerda. “Foram feitos dois testes e deu negativo para Covid. A informação é de complicações no abdômen”, disse. Outro tio da criança afirmou a um vereador do distrito que o menino de 11 meses morreu de Covid.

Das três pessoas que morreram de Covid no distrito de Vargem Alegre, duas são da família do pequeno Breno Henrique, de 11 anos, que perdeu a vida na última sexta-feira – a bisavô e o bisavô da criança morreram de Covid.

Leia mais

Leia também