Prefeito Alencar Marim é multado em R$ 10 mil por descumprir decisão do TCE-ES

Alencar Marim, prefeito de Barra de São Francisco

Com base em manifestações do Ministério Público de Contas (MPC), o prefeito de Barra de São Francisco, Alencar Marim (Podemos), foi condenado a pagar multa no valor de R$ 10 mil, devido ao descumprimento de decisão do Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo (TCE-ES) pela terceira vez seguida.

Na época, o SiteBarra divulgou que apenas uma empresa participou e venceu a disputa pelo contrato de mais de meio milhão. Veja aqui

Conforme voto do relator da Representação 2774/2018, conselheiro Carlos Ranna, o prefeito não apresentou à Corte de Contas a íntegra dos processos em que constam liquidação e pagamento referentes ao Contrato de Prestação de Serviços 002/2018, decorrente do Pregão Presencial 60/2017.

Na representação, estão sendo apurados indícios de irregularidades nesse procedimento licitatório, o qual visava à contratação de empresa ou instituição especializada em consultoria ou assessoria para realização de programa de formação continuada para profissionais da educação do município, pelo valor global de R$ 551 mil.

A apresentação dos documentos foi determinada, inicialmente, em junho de 2018, mas não houve cumprimento total da decisão. O MPC, então, opinou pela aplicação de multa ao responsável, ante a inércia dele em cumprir a determinação do TCE-ES, bem como por notificá-lo para que encaminhasse a documentação faltante ao Tribunal de Contas. A manifestação foi acolhida e resultou na aplicação de multa no valor de R$ 3 mil ao gestor, em novembro de 2018.

Em razão de nova omissão do responsável, nova multa foi aplicada em setembro de 2019, no valor de R$ 5 mil, juntamente com a expedição de nova determinação para que ele enviasse os documentos ao TCE-ES. “Como bem infere o Ministério Público de Contas, pelo simples relato dos autos constata-se que o gestor tem sido contumaz no não atendimento das decisões dessa Egrégia Corte, conduta de extrema gravidade, uma vez que pode acometer o procedimento com a prescrição”, ressaltou o relator, no voto.

Diante disso, a Primeira Câmara do TCE-ES decidiu aplicar multa no valor de R$ 10 mil, na sessão realizada no dia 31 de julho, e estabelecer prazo de 15 dias improrrogáveis para que o prefeito encaminhe a documentação ao TCE-ES, sob pena de nova multa.

Veja mais no SiteBarra360

Veja também

Tribunal de Contas determina que prefeitura de Barra de São Francisco suspenda licitação para construção da rodoviária

Leia mais

Justiça do ES aceita denúncia do Ministério Público e suspeito de estuprar menina vira réu

A Justiça do Espírito Santo acatou a denúncia...

Exército realiza ação de desinfecção na Ceasa

O 1º Batalhão de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do Exército Brasileiro realizou, nessa segunda-feira...

Equipe do SESI Canaã Goiânia recebe prêmio de Melhor Proposta de Impacto Social em torneio de robótica com foco na prevenção à Covid-19

A equipe de garagem do SESI Canaã Goiânia, Aghaton, foi premiada no Torneio SESI de Robótica – Desafio Covid-19 com o prêmio de Melhor...

Leia também

Espírito Santo chega a 4.385 mortes e 182.520 curados com 198.947 casos confirmados de Covid-19

  O Espírito Santo registrou, até este sábado (5), 4.385 mortes por Covid-19. O número de casos confirmados chegou a 198.947. O índice de letalidade...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Sudeste do País tem previsão de tempo com chuva, neste domingo (6)

Previsão de tempo com chuva intensa na região Sudeste do País, neste domingo (6), graças à atuação de uma frente fria no oceano e...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Nordeste continua com tempo seco no interior da região, neste domingo (6)

Neste domingo (6), a previsão para o Nordeste brasileiro é de tempo seco no interior da região, com poucas nuvens, e com áreas de...

O TEMPO E A TEMPERATURA: Região Norte do país terá tempo chuvoso, neste domingo (6)

Neste domingo (6), a chuva persiste no Norte do país. Chuva e temporais são esperados para todas as áreas da região. Apenas nas áreas...