Pouso de avião dos EUA em Taiwan é ato de provocação, diz mídia chinesa


Rádio Internacional da China – Sob o título “Quem brinca com  fogo acaba se queimando”, a emissora de rádio chinesa em português publicou um comentário na sexta-feira (16), sobre o pouso em Taiwan, China, na quinta-feira, de um avião de transporte das Forças Aéreas dos EUA. O ato provocador constitui uma grave violação dos três comunicados entre a China e os EUA. A China apresentou no mesmo dia a oposição veemente e enviou o aviso: o Exército de Libertação do Povo Chinês está pronto para adotar todas as medidas necessárias para esmagar a tentativa da “independência de Taiwan”.

Numa reunião online realizada no dia 6 deste mês, o Coordenador de Assuntos Indo-Pacífico da Casa Branca, Kurt Campbell, deixou claramente que os EUA não apoiam a “independência de Taiwan”, e estão “completamente cientes da sensibilidade do assunto”. Porém, dez dias depois, o avião militar norte-americano desembarcou na região chinesa de Taiwan.

Todas as tentativas de separar a China irão fracassar perante o povo chinês, que é forte e unido. A China nunca interfere nos assuntos internos de outros países, nem permite que os outros interfiram nos assuntos chineses. Ninguém deve desvalorizar a determinação, a vontade e a capacidade do povo e do exército chinês de defender a soberania e a integridade territorial do país.

Taipé, capital de Taiwan, China

Taipé, capital de Taiwan, China (Foto: Xinhua)

Leia mais

Leia também