Polo Empresarial Cercado da Pedra tem 25 lotes arrematados

Durante concorrência pública do Polo Empresarial Cercado da Pedra, localizado na Serra, foram arrematados 25 lotes. O evento realizado, nessa quarta-feira (10), pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico (Sectides), contou com a participação de 12 empresas licitantes e 35.229.458,60 foram arrecadados. A abertura das propostas ocorreu no auditório do Condomínio do Edifício do Palácio do Café, em Vitória. A concorrência 001/2021 ofertou 32 lotes. 

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico, Tyago Hoffmann, acredita que os resultados do certame foram bastante positivos. “O Governo do Estado está muito orgulhoso em dar continuidade à venda dos lotes do Polo Cercado da Pedra, empreendimento extremamente importante. Dos 32 lotes que estavam disponíveis foram comercializados 25, o que é motivo de orgulho e satisfação, no sentido de que o nosso trabalho em direção ao desenvolvimento do Estado está sendo bem feito”, disse.

Durante sua fala de abertura, Hoffmann colocou a Secretaria à disposição dos investidores. “Além disso, notamos que os empresários estão confiando cada vez mais no Estado e dispostos a investir aqui. Essa confiança se concretiza pelo fato de o Espírito Santo ter uma gestão transparente, principalmente no controle da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), além de ter nota máxima em gestão fiscal desde 2012 pelo Tesouro Nacional, e ser o Estado do Sudeste onde mais rápido se abre uma empresa”, destacou o secretário.

O Polo Empresarial Cercado da Pedra está localizado na Avenida Talma Rodrigues Ribeiro, na antiga estrada para Manguinhos, e possui área total de 1.246.000 metros quadrados, prontos para a construção.

Já o subsecretário de Estado de Integração e Desenvolvimento Regional da Sectides, Paulo Menegueli, ressaltou a importância do empreendimento. “Estamos muito satisfeitos com o resultado do processo licitatório de venda do Polo Cercado da Pedra. Empresas de diferentes perfis podem se instalar no local, que possui localização privilegiada, pois toda a infraestrutura está completa e os lotes estão prontos para construção, o que garante mais segurança para o empresariado na implantação de novos negócios”, afirmou Menegueli.

Pagamento

As empresas vencedoras do certame poderão optar por duas formas de pagamento: 10% do valor total arrematado no ato da assinatura do contrato, computando-se o montante de 5%, que será recolhido como condição para habilitação no certame; e 90% em 60 parcelas mensais.

A obra deverá ser concluída no prazo máximo de até 60 meses. No entanto, a empresa que optar pela conclusão das obras no prazo de até 30 meses, no ato de assinatura do contrato, receberá desconto de 25% sobre o valor arrematado.

Plano Espírito Santo — Convivência Consciente

É um conjunto de ações envolvendo órgãos do poder público e do setor produtivo para promover o desenvolvimento econômico, priorizando as pessoas, com o objetivo de reduzir os impactos sofridos pela população capixaba em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). São previstos mais de R$ 32 bilhões em investimentos dos Governos Federal, do Estado e do setor privado até o final de 2022. A estimativa é de que sejam criadas mais de 100 mil vagas de emprego.

O Plano apresenta sete eixos de atuação: Desburocratização; Medidas Tributárias; Crédito e Financiamento; Monitoramento dos Impactos na Economia; Aceleração dos Investimentos Públicos e Privados; Inovação e Tecnologia e Geração de Emprego e Renda.

O Conselho Gestor do Plano Espírito Santo — Convivência Consciente é formado pelas Secretarias de Economia e Planejamento (SEP); Mobilidade e Infraestrutura (Semobi); Fazenda (Sefaz); Governo (SEG), Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico (Sectides), que vão acompanhar de perto a implementação das medidas previstas no Plano. O Conselho será responsável ainda pelas orientações a serem seguidas conforme as prioridades do Governo, propondo ações de rearranjo da conjuntura econômica e potencializando a recuperação da economia do Estado.

 

Leia mais

Leia também