Polícia prende suspeito de promover ataque a pessoas em situação de rua no Espírito Santo

Ataque armado aconteceu em março deste ano no meio da rua. Duas pessoas morreram e outras oito ficaram feridas.


A Polícia Civil do Espírito Santo prendeu um dos quatro suspeitos de envolvimento no ataque armado ocorrido na Vila Rubim, em Vitória, no dia 15 de março deste ano.

Na ocasião, duas pessoas em situação de rua foram mortas e outras nove ficaram feridas, incluindo uma mulher grávida, após homens chegarem em duas motos e iniciarem um tiroteio no meio da rua. Uma mulher, que está entre vítimas assassinadas, não foi identificada até o momento.

De acordo com a titular da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Mulher (DHPM), delegada Rafaella Aguiar, que coordenou as investigações, o ataque foi promovido por traficantes de Cariacica, que são rivais da associação criminosa que comanda o tráfico de drogas na região da Vila Rubim.

Eles foram até o local para vingar um homicídio ocorrido em Porto Novo no dia anterior ao ataque. O suspeito preso, de 25 anos, foi encontrado justamente nesse bairro, na casa de familiares.

A rua onde o ataque armado aconteceu é conhecida como “cracolândia”, devido ao intenso consumo de drogas. Muitas pessoas em situação de rua circulam pelo local e, por isso, foram atingidas, ainda que não fossem o alvo dos criminosos.

Rua onde o ataque aconteceu, na Vila Rubim

“Na verdade, eles estavam ali para alvejar qualquer pessoa que estivesse lá. E não necessariamente aquela rua só tinha dependentes químicos. Para os dependentes químicos manterem seus vícios, obviamente existem pessoas ali que fazem a venda de drogas, que poderiam ser atingidas. Eles também queriam atrair a atenção da polícia para aquele local, prejudicando a comercialização das drogas ali”, explicou Rafaella Aguiar.

“O tráfico de modo geral é muito covarde, é muito cruel. Ele acaba fazendo com que toda a população que está ao redor dele sofra e fique submissa às suas vontades. Vira e mexe vemos que um grupo rival vai a um outro bairro e atira em quem estiver na rua”, ressaltou.

O suspeito preso foi encaminhado ao presídio. A delegada afirmou que um outro suspeito do crime já foi identificado e está sendo procurado. Ela pede o auxílio da população para chegar até ele.

“A gente entende que a população em geral tem medo de nos passar informações nesses lugares em que o tráfico de drogas é mais intenso. Mas elas podem utilizar o 181 para que essa informação chegue até nós”, pontuou.

 

Leia mais

Dr. Eduardo Felipe destaca importância do atendimento no Hospital de Barra de São Francisco

Gustavo Lacerda conversou nesta segunda-feira (1), com o médico francisquense Dr. Eduardo Felipe Cruz Paes Filho, Coordenador Chefe da Cooperativa de Ortopedia. Dr. Eduardo falou dos...

Prefeitos enfrentam dificuldades para aplicar mínimo de 25% em educação

Em meio à pandemia da Covid-19 e consequente suspensão das aulas em todo o país, prefeitos estão preocupados com a dificuldade de aplicar o...

Ciência e Tecnologia: mais recursos para o combate ao coronavírus

Recursos serão aplicados para realização de ensaios com medicamentos, estruturação e adequação de laboratórios –...

Bombeiros trabalham para apagar incêndio na saída de Barra de São Francisco para Mantena

O Corpo de Bombeiros de Barra de São Francisco foi acionado nesta quarta-feira (02), para apagar um incêndio na saída para Mantena. Ainda não há informações...

Leia também