Polícia prende suspeito de matar cinco pessoas e balear outras seis no Espírito Santo

Levi é réu em cinco ações penais por homicídio. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Está preso um homem de 25 anos que é apontado pela Polícia Civil como um dos criminosos mais perigosos do município da Serra, na Grande Vitória.

As investigações apontam que além de comandar o tráfico de drogas em Central Carapina, Levi Tiago da Silva é suspeito de ter assassinado cinco pessoas e de ter baleado outras seis dentro do período de um ano.

A prisão do suspeito aconteceu na manhã desta quinta-feira (8) dentro de uma casa onde ele estava escondido no bairro Maringá.

Levi ainda tentou fugir por uma báscula, mas não conseguiu escapar do cerco policial montado pela equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Serra.

De acordo com o responsável pela investigação, o delegado Rodrigo Sandi Mori, o jovem fugiu do Centro de Detenção Provisória da Serra no dia 6 de novembro de 2018.

A partir desta data, segundo a polícia, ele passou a comandar o tráfico em Central Carapina, dando início a uma sequência de homicídios e de tentativas de homicídios, que ocorreram entre janeiro de 2019 e fevereiro de 2020 em Central Carapina.

“Esses crimes por si só demonstram sua alta periculosidade e seu potencial de envolvimento com o mundo do crime, colocando em risco a tranquilidade social e, principalmente a ordem pública”, enfatizou o delegado.

Sandi Mori destacou um dos ataques, ocorrido em 26 de fevereiro, quando Levi e e dois comparsas foram responsáveis por matar um homem e por ferir outro na região do Campo, na Favelinha, em meio a muitas pessoas.

“Foi uma atitude irresponsável e inconsequente, haja vista que havia várias pessoas naquele local, entre elas crianças e idosos”, pontuou Sandi Mori.

Foram mais de cinco meses de investigação até que a polícia chegasse ao endereço de Levi, que chegava a utilizar uniformes de empresas para despistar os investigadores. Agora, ele, que é réu em cinco ações penais por homicídio, está à disposição da Justiça.

No entanto, a polícia ainda está à procura dos outros três comparsas de Levi, que estão foragidos. São eles: Lorenzo Cristian Elias Viana, de 20 anos; Davidson Chaves, de 25, e Hudson Tiago da Silva, de 28 anos, que é irmão de Levi.

Segundo o delegado, é possível que Hudson, inclusive, assuma o comando do tráfico com a prisão de Levi. O delegado pede que denúncias sejam feitas pelo Disque-Denúncia 181 e pelas redes sociais da DHPP.

“Nosso objetivo agora é prender um por um dos três indivíduos que se encontram com mandado de prisão em aberto e que ainda insistem em matar no município da Serra”, disse Sandi Mori.

 

Leia mais

Médico que interrompeu gravidez de menina de 10 anos fala sobre protestos: “Nunca passei por isso”

Olímpio Barbosa é gestor do CISAM-UPE, em PernambucoO...

Com popularidade em baixa, Casagrande pode atrapalhar mais que ajudar candidatos a prefeito

O Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), tentará eleger alguns prefeitos na eleição deste ano, mas a tarefa não será fácil. Com a popularidade...

ES: jovem de 16 anos de idade mata padrasto para defender a mãe

Uma jovem de 16 anos matou o ex-padrasto esfaqueado, neste domingo (7), para defender a mãe, durante um almoço no bairro Morada da Barra,...

Leia também