Polícia Militar testa equipamento móvel de leitura de placas veiculares

A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Polícia de Trânsito (Bptran), em parceria com o Detran, adquiriu recentemente um equipamento inovador nas polícias militares do Brasil, a versão móvel do Optical Caracteres Reader, ou OCR, sigla em inglês para Leitor Ótico de Caracteres.

Veja aqui como foi um teste de leitor de placas em Barra de São Francisco.

O aparelho pode ser acoplado no teto das viaturas e acionado pelos policiais militares de dentro do veículo durante o patrulhamento, permitindo a leitura em tempo real das placas veiculares, apontando irregularidades administrativas e criminais.

O equipamento foi testado na manhã desta sexta-feira (14), no pátio do Detran, localizado em Serra Sede. O comandante-geral, coronel Douglas Caus, acompanhou pessoalmente as simulações produzidas. No total foram testados quatro aparelhos de OCR, com a previsão de compra de mais seis até o fim do ano.

“Essa é mais uma conquista importante para a Polícia Militar, em parceria com o Detran, que irá contribuir para a captura de veículos com restrição de furto e roubo e, invariavelmente, de indivíduos com mandado de prisão, carregando armas, munições e drogas. Esse equipamento vai qualificar ainda mais o nosso trabalho, aumentar a eficiência e melhorar a prestação do serviço à sociedade capixaba”, opinou coronel Caus.

Como funciona

Utilizado desde o ano passado em uma versão portátil, porém com necessidade de ser instalado em ponto fixo, o novo produto traz a versão embarcada do OCR, permitindo maior agilidade na fiscalização dos veículos em circulação, sem prejudicar a amplitude e dinamismo do policiamento ostensivo.
Além de apontar eventuais irregularidades administrativas, relacionadas à documentação dos veículos como, por exemplo, o licenciamento, o OCR também indica se o automóvel possui alguma restrição criminal, como furto e roubo.

Utilizando tecnologia de ponta, o OCR faz a leitura das placas e aponta ao policial embarcado, em tempo real, se há alguma irregularidade. Tudo sem a necessidade de parar as viaturas.

O comandante de Policiamento Ostensivo Especializado, coronel Carlos Ney de Sousa Pimenta, salientou as possibilidades oferecidas pelo equipamento: “As equipes policiais poderão atuar com muito mais agilidade durante as abordagens, já que os veículos com restrições criminais serão imediatamente apontados pelo equipamento, permitindo uma vigilância muito mais eficaz”, ressaltou.

O comandante do BPTran, tenente-coronel Glariston Fonseca Nascimento, também destacou a importância da nova aquisição. De acordo com o oficial, os OCR’s permitirão melhores resultados e celeridade na realização do policiamento ostensivo de trânsito. “São instrumentos modernos, com aplicabilidades variadas, dotados de alta tecnologia, fato que projeta a PMES na vanguarda do policiamento de trânsito nacional.”, destacou o comandante.

Os leitores óticos já estão disponíveis e em condições de uso nas fiscalizações.


Leia mais

Leia também