Polícia identifica suspeito de matar mulher no interior de Anchieta

O corpo de Euzineia Loyola, de 50 anos, foi encontrado com sinais de estrangulamento na manhã desta terça-feira (18), dentro da piscina de um sítio no interior de Anchieta

A morte de Euzineia Loyola, de 50 anos, continua em investigação. O corpo da vítima foi encontrado dentro da piscina de um sítio, na manhã desta terça-feira (18), no interior de Anchieta, com sinais de estrangulamento. Segundo a Polícia Civil, um suspeito foi identificado, mas o nome dele não foi divulgado.

Familiares da vítima foram ouvidos e a causa da morte ainda é investigada. Nesta quinta-feira (20), o delegado que está à frente da investigação, Luiz Carlos Claret Pascoal, disse que aguarda os laudos periciais do local e do médico legista, que pode apontar a causa da morte de Euzineia. “Nós representamos pela prisão (do suspeito), mas ainda não tivemos reposta da Justiça”, informou o delegado.

O CASO

Euzineia Loyola foi encontrada morta em um sítio na região de Goembê, interior de Anchieta. A vítima era moradora do bairro Kubitschek, em Guarapari, e estava sem contato com a família desde o fim de semana. O local, de acordo com a investigação, é de propriedade da família da vítima.

Euzineia Loyola foi encontrada morta em sítio de Anchieta
Euzineia Loyola foi encontrada morta em sítio de Anchieta. Crédito: TV Guarapari
O CASO

Euzineia Loyola foi encontrada morta em um sítio na região de Goembê, interior de Anchieta. A vítima era moradora do bairro Kubitschek, em Guarapari, e estava sem contato com a família desde o fim de semana. O local, de acordo com a investigação, é de propriedade da família da vítima.

O corpo foi localizado após um vizinho achar estranho o comportamento dos cachorros, que latiam em direção à piscina do imóvel. O local foi encontrado coberto.

A PCES destaca que a população pode auxiliar na investigação por meio do telefone 181. O Disque-Denúncia é uma ferramenta segura, onde não é necessário se identificar para denunciar. As informações ao Disque-Denúncia ainda podem ser enviadas por meio do site disquedenuncia181.es.gov.br, onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas.

Informações: A Gazeta

Leia mais

Leia também