Polícia identifica mãe e pai de recém-nascida encontrada em meio ao lixo no Espírito Santo

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) concluiu, nesta segunda-feira (5), o inquérito que apurou o abandono de uma recém-nascida, em abril, no bairro Cobilândia, em Vila Velha, na Grande Vitória.

De acordo com as investigações, a mãe da criança, uma mulher de 31 anos, estava passando por problemas financeiros e sociais quando teve a filha.

“Foi constatado que os fatos ocorreram em razão de dificuldades econômicas e emocionais que ela passava à época, devido ao relacionamento com o genitor do bebê”, contou o titular da DPCA, Diego Aleluia.

Após identificar a criança, a equipe da DPCA conseguiu encontrar o pai, que afirmou não ter ciência da existência do bebê. Foram feitos testes de DNA que comprovaram a paternidade e ele demonstrou interesse em registrá-la, segundo a polícia.

A criança atualmente está em um abrigo à disposição da Vara da Infância e da Juventude de Vila Velha.

O inquérito policial foi remetido ao Ministério Público do Espírito Santo (MPES) para análise.

Recém-nascida foi encontrada em meio ao lixo em Vila Velha

Recém-nascida foi encontrada em meio ao lixo em Vila Velha


Leia mais

Leia também